Devido à Covid-19, Eixo Monumental está  em “stand by”, diz  presidente do Ipplam
Foto: Divulgação/Seplan/PMM

Perímetro urbano

Devido à Covid-19, Eixo Monumental está em “stand by”, diz presidente do Ipplam

Cidade por Victor Simião em 21/05/2020 - 16:11

Processos de licitação estão prontos, mas o foco agora é na saúde. As obras devem custar em torno de R$ 50 milhões.

Finalizado no segundo semestre do ano passado, o projeto do novo Eixo Monumental de Maringá foi deixado “em stand by”, ao menos momentaneamente. Devido ao coronavírus, a prioridade da Prefeitura é a saúde, disse o presidente do Ipplam, Edson Cardoso. A proposta do novo eixo é  revitalizar o perímetro urbano que vai da Catedral ao estádio Willie David. O projeto é do escritório Natureza Urbana, de São Paulo. O conceito é valorizar o espaço público e ampliar a utilização do eixo pelas pessoas. No projeto, 459 vagas para automóveis devem ser retiradas do trecho de quase dois quilômetros. 28 árvores também devem ser cortadas - que já estão mortas ou prontas para remoção. O Instituto de Pesquisas e Planejamento é quem cuida de todo o processo. 

A obra toda custará R$ 50 milhões. E os processos estão prontos para licitação. Mas ainda não se sabe quando elas irão ocorrer, disse o diretor- presidente do Ipplam, Edson Cardoso. [ouça no áudio acima]

A escolha do projeto do Novo Eixo ocorreu por meio de um concurso.


Ao sair de casa, USE máscara. Clique aqui e saiba por que ela é importante.