Polícia tem três suspeitos, mas aguarda exame de DNA
Imagem Ilustrativa/AEN

Caso Magó

Polícia tem três suspeitos, mas aguarda exame de DNA

Segurança por Luciana Peña em 18/02/2020 - 10:57

Enquanto isso, celulares dos suspeitos são periciados. 

Nesta terça-feira, na reunião para a apresentação de dados sobre a segurança em Maringá, o delegado-chefe Adão Rodrigues, falou à CBN sobre a investigação do assassinato da bailarina Maria Glória, a Magó, encontrada morta perto de uma cachoeira em Mandaguari, no dia 26 de janeiro. O delegado disse que há mais de 15 dias toda a equipe da delegacia de homicídios de Maringá se dedica exclusivamente a este caso. 

Os resultados de exames de DNA poderão  apontar o culpado, ou culpados, pelo crime. Os laudos ficam prontos em no máximo 40 dias. Enquanto isso, está sendo feita extração de dados de celulares. A polícia tem três suspeitos. 

O laudo do exame de DNA é aguardado para os próximos dias.