Caso Elvis: preso suspeito de matar homem em chácara
Imagem Ilustrativa/Foto: Polícia Civil/Extraída de: AEN

Campo Mourão

Caso Elvis: preso suspeito de matar homem em chácara

Segurança por Luciana Peña em 28/07/2020 - 08:23

A polícia de Campo Mourão prendeu um rapaz de 18 anos que confessou ter matado um homem e ateado fogo na chácara onde foi encontrado morto, dentro de um poço, o aluno da Apae Elvis Huda dos Santos, de 24 anos.

O caso chocou os moradores de Campo Mourão. No último dia 11 , os bombeiros foram chamados para apagar um incêndio numa casa abandonada dentro de uma chácara. No local foi encontrado um corpo carbonizado.

Logo depois os bombeiros encontraram outro corpo, no fundo de um poço de 20 metros de profundidade.

A retirada exigiu uma operação complexa e levou quatro dias.

O corpo resgatado foi identificado: Elvis Huda dos Santos, de 24 anos, deficiente intelectual e aluno da Apae de Campo Mourão.

Ele estava desaparecido.

Foi visto pela última vez junto a um homem chamado Grendel. A polícia espera um exame de DNA para saber se o corpo carbonizado na chácara é de Grendel.

No domingo, um rapaz de 18 anos, preso pela polícia, confessou ter matado Grendel porque este teria dito que matou Elvis e jogou o corpo no poço.

O delegado Nilson Rodrigues diz que agora é preciso comprovar esta história.[ouça no áudio acima]

A polícia continua investigando o caso porque acredita que outras pessoas participaram do crime.