Em 18 de março de 2020, Maringá confirmou o primeiro caso de coronavírus
Foto: Ilustrativa/Pixabay (Domínio Público) | Arte: Victor Ramalho/CBN Maringá

Série "Um ano da pandemia do coronavírus"

Em 18 de março de 2020, Maringá confirmou o primeiro caso de coronavírus

Reportagens Especiais por Luciana Peña em 15/03/2021 - 08:33

De lá para cá, a pandemia mudou a rotina, trouxe novos hábitos e aprendizados. Na primeira reportagem da Série ‘Um ano da pandemia de coronavírus’ nós conversamos com o marido de Rosângela Machado Silva, a primeira pessoa a morrer pela doença na cidade.

Dia de 18 de março de 2020. Uma quarta-feira. Maringá já vivia o clima de tensão com o desembarque do novo coronavírus no país. O primeiro caso tinha sido confirmado em São Paulo em 26 de fevereiro. Seria uma questão de tempo para que a infecção se alastrasse.

E naquele 18 de março, Maringá confirmou o primeiro caso de contaminação.  

Mas horas antes, em coletiva de imprensa, o prefeito decretou situação de emergência e baixou um decreto que começaria a vigorar em dois dias: a cidade viveria um mês de isolamento quase total.[ouça o áudio acima]

Poucos dias depois, no dia 25 de março, a primeira morte em Maringá e no Paraná pelo coronavírus. A cuidadora de idosos Rosângela Antunes Machado da Silva, de 54 anos.

Quase um ano depois, o marido de Rosângela, que também se contaminou, mas não apresentou sintomas graves, José Francisco de Oliveira Silva, o “Mochila”, da Banda Poerão, e professor aposentado, relembra os momentos dramáticos que a família viveu. 

O casal tinha acabado de voltar de uma viagem de férias, uma espécie de segunda lua de mel.[ouça o áudio]

A Saúde era comandada na época pelo médico intensivista Jair Biatto. Um ano depois, o ex-secretário de Saúde avalia em retrospecto as medidas que foram adotadas na cidade. [ouça o áudio acima] 

Para os empresários, foram dias muito difíceis, mas também de aprendizado. Uma crise sem precedentes que revelou como é importante buscar soluções, pensar à frente. 

O presidente da ACIM, Associação Comercial e Empresarial de Maringá, Michel Felippe, lembra que a primeira ideia que veio à mente foi que, com lojas fechadas, os empresários iam precisar de crédito. Não deu outra.[ouça o áudio acima] 

Na próxima reportagem, vamos falar sobre os recuperados da Covid-19 e  a história emocionante da luta pela vida do primeiro paciente internado numa UTI com covid-19 em Maringá.