Licitação para duplicar trecho da PR-317, entre Maringá e Iguaraçu, será feita pelo Governo
Reunião realizada em junho sobre a duplicação da PR-317 com participação da Acim e Amusep (foto arquivo/CBN Maringá)

Rodovia

Licitação para duplicar trecho da PR-317, entre Maringá e Iguaraçu, será feita pelo Governo

Paraná por Victor Simião em 22/10/2019 - 18:09

A informação é do presidente da Acim. Havia dúvidas se empresários precisariam pagar por mais esse projeto, mas, segundo Michel Felippe Soares, a Secretaria de Infraestrutura assumiu o compromisso de fazer, e a licitação será na modalidade RDC.

Segundo a Associação Comercial e Empresarial de Maringá, chegou ao fim a dúvida quanto a quem vai pagar para fazer o projeto de licitação para duplicar a PR-317, entre Maringá e Iguaraçu. O presidente da Acim, Michel Felippe Soares, disse que o Governo do Paraná assumiu o compromisso de fazer o certame sem precisar que os empresários paguem pelo novo projeto, numa espécie de cotização.

Há anos esse assunto se arrasta. Em 2018, empresários ligados à Acim financiaram o anteprojeto da obra, no valor de R$ 300 mil. O trecho é de 20 quilômetros.

Segundo o presidente da associação, o Governo assumiu pelo seguinte: a modalidade de licitação vai ser Regime Diferenciado de Contratação, o RDC. Nesse tipo há lances públicos e o menor preço vence. Além disso, há menos recursos e o prazo é menor.

Conforme Soares, a Secretaria Estadual de Infraestrutura e Logística deve lançar a licitação até o fim do ano, inclusive utilizando as informações do anteprojeto com algumas alterações.

A previsão é de que o custo da duplicação fique em R$ 200 milhões.
Victor Simião

A CBN entrou em contato com a Secretaria de Infraestrutura do Paraná para obter mais informações. Mas, até o fechamento da reportagem, não obteve resposta.

O Departamento de Estradas de Rodagens do Paraná informou nesta quarta-feira (23) que, devido à modalidade da licitação, de Regime Diferenciado de Contratação Integrado, a empresa que vencer o processo fica encarregada de elaborar o projeto de engenharia e executar a obra. A fonte do recurso, por outro lado, ainda não foi definida pelo Governo do Estado.