A quinta legislatura - História das Eleições

Podcast

A quinta legislatura - História das Eleições

Podcast por Reginaldo Dias em 09/10/2020 - 12:47

O História das Eleições é apresentado pelo professor e historiador Reginaldo Dias.

Ouça o 15º episódio:

Olá, pessoal, nosso tema de hoje é a quinta legislatura da Câmara Municipal, composta pelos vereadores eleitos em 1968.


Na quinta legislatura, a Câmara Municipal teve a sua composição elevada de 15 para 17 vereadores.


De acordo com as proporções obtidas nas urnas, o MDB elegeu nove vereadores e a Arena, oito.


O número de vereadores reeleitos foi o maior verificado até então. Seis vereadores foram reconduzidos a novo mandato: Ary de Lima, Antenor Sanches, Antônio Mário Manicardi, Midufo Vada, Kazumi Taguchi e Paulo Vieira de Carvalho


Dois dos reeleitos presidiram a Câmara naquela legislatura, os vereadores Ary de Lima e Paulo Vieira de Camargo.


O campeão de votos foi o advogado Wilson Amaral Brandão.


Por causa do sistema bipartidário, houve a diminuição do número de candidatos, o que se repercutiu no patamar de votos obtidos nas urnas. Desta maneira, antes o vereador mais bem votado costumava fazer uma média de 500 votos.


Em 1968, quatro vereadores atingiram a marca de 1.000 votos e o mais bem votado, Wilson Amaral Brandão, atingiu a impressionante cifra de 2.286 votos, o que representava 6,5% do universo de votos válidos. Com isso, Brandão se tornou o vereador mais bem votado da história, em números absolutos e em números proporcionais ao eleitorado. Em 1970, ele foi eleito deputado estadual.


Em 1972, no final daquela legislatura, houve forte presença de vereadores nas três chapas que concorreram aos cargos executivos. O vereador Egídio Assmann concorreu ao cargo de prefeito. Os vereadores Tetuo Nishiyama, Paulo Vieira de Camargo e Walber Guimarães foram candidatos a vice-prefeito. Vale ressaltar que Walber Giomarães foi eleito vice-prefeito na chapa encabeçada por Silvio Barros.


A principal novidade da quinta legislatura foi a eleição da vereadora Sebastiana Costa Tobias. Fisioterapeuta ligada à ANPR, ela obteve expressivos 1.090 votos. Desta maneira, Sebastiana Costa Tobias se tornou a primeira mulher a exercer um mandato eletivo na história de Maringá.