Superaquecimento teria causado ‘apagão’ em Maringá
Foto: divulgação/Corpo de Bombeiros

Energia elétrica

Superaquecimento teria causado ‘apagão’ em Maringá

Cidade por Victor Simião em 30/10/2020 - 14:55

Um equipamento da subestação da Copel teve problemas na manhã desta sexta-feira (30). Cem mil unidades consumidoras na cidade ficaram sem energia.

As causas exatas ainda vão ser investigadas, mas o que se sabe até o momento é que um superaquecimento em um equipamento da subestação da Copel em Maringá deixou a cidade debaixo de ‘apagão’. Foi por volta das 11h da manhã desta sexta-feira (30). Quase cem mil unidades consumidoras chegaram a ficar sem energia. A cidade tem em torno de 300 mil unidades do tipo.

A subestação da Companhia Paranaense de Energia Elétrica fica na saída de Maringá. O problema no equipamento resultou em um princípio de incêndio. Os bombeiros foram acionados, e as chamas foram controladas sem nenhum incidente, explicou a oficial de comunicação do 5º Grupamento do Corpo de Bombeiros Em Maringá, tenente Luisiana Cavalca. [ouça no áudio acima]

Segundo a Copel, a energia começou a ser restabelecida em toda a cidade a partir do início da tarde desta sexta.

 

(atualização 15h42)A Copel informou, por meio de nota, ter restabelecido a energia em toda a cidade:

"A recomposição do sistema de distribuição de energia em Maringá foi concluída às 12h41, após o desligamento causado por uma falha no equipamento responsável por regular a tensão do circuito a níveis compatíveis com os instrumentos de medição, na subestação de transmissão de energia localizada na saída para Campo Mourão, às 11h05. 

A interrupção no fornecimento de energia chegou a afetar 118 mil unidades consumidoras, sendo que, destas, quase 48 mil ficaram sem energia por dois a quatro minutos. O trabalho de religação iniciou imediatamente e foi sendo feito de modo gradativo, até a transferência de todas as cargas. Houve um princípio de chamas no interior do equipamento na subestação, e o Corpo de Bombeiros foi acionado para dar apoio ao trabalho em razão da especificidade da ocorrência. O fogo foi controlado sem afetar qualquer outra estrutura da unidade. A subestação permanece parcialmente desligada e isolada para a substituição do equipamento defeituoso."