UEM fará parte de pesquisa inédita sobre Covid-19
Imagem ilustrativa/foto: Sayonara Moreno/Agencia Brasil

Estudos

UEM fará parte de pesquisa inédita sobre Covid-19

Saúde por Luciana Peña em 03/07/2020 - 10:45

O objetivo dos pesquisadores será entender a influência dos genes na resposta imunológica de cada organismo. A pesquisa poderá responder uma pergunta frequente: por que para algumas pessoas o vírus é tão devastador e para outras não?

Você deve conhecer alguém assim: aquela pessoa que fica gripada várias vezes ao ano. É a resposta imunológica do corpo ao patógeno, ou seja, ao microrganismo que causa a gripe. 
São inúmeros vírus de gripe circulando por aí. 
O novo coronavírus trouxe uma situação similar. Há pacientes que nem apresentam sintomas. Há outros com sintomas moderados. E há aqueles que de tão grave, precisam de UTI e ventilador mecânico. 

Muitas pesquisas estão sendo realizadas mundo afora para entender o comportamento do coronavírus. 

Uma delas é inédita e está será comandada pelo Instituto do Câncer de Guarapuava. 11 instituições de pesquisa do Paraná e outras quatro do estado de São Paulo participam do estudo. A Universidade Estadual de Maringá está entre elas. 
A diretora de pós-graduação da UEM e pesquisadora do CNPq, Márcia Consolaro, explica que o objetivo desta pesquisa é entender o papel dos genes na resposta do organismo à infecção pelo coronavírus.

Resposta imunológica é diferente de resposta alérgica. Os alérgicos têm uma resposta exacerbada quando entram em contato com poeira, ácaro entre outros alérgenos. A resposta imunológica é a defesa do organismo agindo contra um microrganismo que causa doença: um vírus, por exemplo. 

A pesquisa começa este mês e recebe um investimento de 800 mil reais. Para o estudo serão coletadas, ao longo de quatro meses, amostras de sangue e tecidos de pacientes. E os pesquisadores vão avaliar o comportamento da Covid-19.