Pesquisadores da UEM desenvolvem capacete de oxigenação para pacientes com Covid-19
Imagem ilustrativa de teste realizado com equipamento

Tecnologia

Pesquisadores da UEM desenvolvem capacete de oxigenação para pacientes com Covid-19

Saúde por Luciana Peña em 06/07/2020 - 11:02

O equipamento poderá ser produzido em escala para outros hospitais. Desenvolvido por equipes dos cursos de medicina e física da UEM, ele poderá ser muito útil também depois da pandemia, para pacientes que precisam de oxigenação por longos períodos.

Nesta pandemia, pesquisadores no mundo todo se dedicam a desenvolver técnicas e equipamentos para ajudar pacientes com a Covid-19.

Respiradores para suprir a alta demanda e reduzir os preços entre outros equipamentos que deem mais conforto aos pacientes que precisam ficar dias internados em enfermarias ou UTIs.

É o caso do capacete de oxigenação. O comum em hospitais é o uso da máscara de oxigenação, aquelas usadas, por exemplo, quando se faz inalação.

Para pacientes que precisam de oxigênio por muito tempo e de forma ininterrupta, como alguns pacientes com Covid que ficam em leitos de enfermaria, as máscaras não são muito eficientes. Surgiram os capacetes de oxigenação que evitam que o ar escape, aumentando a pressão, dando mais conforto ao paciente que assim precisa fazer menos esforço para respirar.

Na UEM, os cursos de medicina e física desenvolveram um capacete de oxigenação próprio. Os médicos conhecem as necessidades clínicas dos pacientes, e os físicos fizeram os cálculos.

O equipamento, resultado de um trabalho interdisciplinar, está em uso e pode ser produzido em escala, diz o professor de medicina da UEM, o médico Edson Arpini Miguel.[ouça no áudio acima]

A mesma equipe de pesquisadores também está desenvolvendo um ventilador mecânico, que terá um custo bem menor que o de mercado. Mas neste caso ainda falta aprimorar o equipamento com testes.[ouça no áudio acima]

Um hospital do porte do Hospital Universitário de Maringá precisaria de cinco a dez capacetes de oxigenação para atender a demanda atual.