Motoristas se concentram na porta da garagem da TCCC
Foto: Luciana Peña/CBN Maringá

Greve

Motoristas se concentram na porta da garagem da TCCC

Cidade por Luciana Peña em 08/02/2021 - 09:42

São 340 funcionários parados, sem contar os motoristas da Cidade Verde. Empresa diz que não sabe quando poderá pagar restante dos salários e entrou com um pedido de ressarcimento junto à Prefeitura de Maringá.

No dia 1º deste mês, a TCCC, empresa de transporte coletivo Cidade Canção, entrou com um pedido de ressarcimento junto à Prefeitura de Maringá. O objetivo é compensar as perdas com a pandemia acumuladas desde março de 2020. O administrador executivo da TCCC, Roberto Jacomelli, diz que existe um entendimento do Tribunal de Contas de que os serviços públicos devem ser indenizados pelo poder concedente neste momento atípico.

Foi em razão do déficit que a empresa não pagou os salários dos funcionários integralmente, diz Jacomelli. E sem salários, os motoristas paralisaram as atividades. [ouça no áudio acima]

Os motoristas da TCCC estavam pela manhã concentrados em frente à garagem central. Valteir Marques diz que eles vão continuar parados até receber o restante dos salários e os benefícios perdidos durante a pandemia. [ouça no áudio acima]

Sobre a perda de benefícios, a direção da empresa diz que as horas extras estão incluídas num banco de horas e a Participação nos Resultados foi paga corretamente em 2019, mas não pode ser paga em relação a 2020 porque no ano passado a empresa não teve lucro, mas sim prejuízo.

Sobre o entendimento do Tribunal de Contas sobre o direito de ressarcimento, a Procuradoria Jurídica da Prefeitura de Maringá informou que não se trata de uma obrigação, apenas uma recomendação.