Laudo do IML sobre substância em suco deve ficar pronto em 30 dias
Imagem Ilustrativa | Foto: Arquivo/GMC Online

Caso Samu

Laudo do IML sobre substância em suco deve ficar pronto em 30 dias

Cidade por Luciana Peña em 17/08/2021 - 08:56

A Polícia Civil abriu inquérito para apurar o que causou o mal-estar em cinco servidores do Samu em Maringá. E se havia alguma substância no suco ingerido pelos servidores, o objetivo será descobrir quem fez isso e com qual intenção.

A Polícia Civil abriu inquérito nessa segunda-feira (16) para apurar o que aconteceu no Samu Regional Norte Novo, em Maringá.

Cinco servidores passaram mal após ingerir um suco que estava na geladeira no refeitório do Samu.

O inquérito vai apurar se havia alguma substância na bebida. Os cinco servidores apresentaram os mesmos sintomas: sonolência.

O delegado Luiz Henrique Vicentini, que preside o inquérito, diz que espera o resultado do laudo do IML feito a partir da bebida que restou na embalagem de suco. O prazo máximo para que o laudo fique pronto é 30 dias. Mas pela repercussão do caso, o resultado pode sair antes. [ouça o áudio acima]

A polícia já começou a ouvir testemunhas. O depoimento delas será muito importante, já que não havia circuito interno de câmeras e, portanto, não haverá imagens de quem teve acesso à geladeira no fim de semana. [ouça o áudio acima]

A depender do resultado da investigação, o responsável pode ser indiciado até por crime de tentativa de homicídio. [ouça o áudio acima]

Até a tarde dessa segunda-feira (16), uma servidora do Samu continuava internada aguardando resultado de exames.

 

Quer enviar sugestão, comentário, foto ou vídeo para a CBN Maringá? Faça contato pelo WhatsApp (44) 99877 9550