Com pandemia, doações de sangue caem 50% no Hemocentro de Maringá
Devido à pandemia, unidade registrou queda de até 50% no fluxo de doações (Foto: Divulgação/Hemocentro Regional de Maringá/UEM)

Ajuda

Com pandemia, doações de sangue caem 50% no Hemocentro de Maringá

Saúde por Victor Ramalho/GMC Online em 25/08/2020 - 18:10

O Hemocentro Regional de Maringá registrou queda de 50% no número de doações de sangue em agosto, de acordo com balanço realizado pela própria unidade e disponibilizado ao portal GMC Online. Trata-se da maior redução no número de doadores desde o início da pandemia. No meses de maio, junho e julho, o porcentual de doações já vinha em queda estimada de 30%.

De acordo com o chefe Técnico do Hemocentro, Gérson Zanusso Júnior, os números são preocupantes e, a curto prazo, podem afetar os estoques da instituição. O Hemocentro Regional de Maringá fornece bolsas para transfusão de sangue em todo o Paraná, mas a distribuição em nível estadual já está prejudicada.

“Felizmente, não tivemos problema de deixar de realizar transfusões para os nossos pacientes aqui em Maringá, mas a queda (de doações) já afetou a distribuição no Estado. Nós entregamos bolsas em Hospitais de Apucarana, Curitiba e outras cidades da região, por exemplo, mas a redução no estoque foi grande. Se continuar assim (com baixo número de doadores), podemos ficar com o estoque afetado em 15 dias”, explicou.

Em Maringá, a unidade atende o Hospital Universitário, Hospital Municipal, UPA’s Zona Norte e Sul e outros hospitais conveniados, além de municípios abrangidos pela 15ª Regional de Saúde. Conforme Zanusso, as doações no mês de agosto sempre são mais baixas, por conta do clima frio desta época do ano, mas ele reforça a necessidade de conseguir novos doadores.

“Os índices neste mês do ano, normalmente, apresentam queda, por conta do frio, as pessoas possuem mais receio de sair de casa. Também tem a questão da pandemia, que agravou ainda mais esse receio, mas nós reforçamos que o procedimento é todo seguro, seguindo todos os protocolos de segurança”, afirmou.

Como se tornar um doador de sangue?

Para se tornar um doador, o candidato precisa ter entre 16 e 59 anos, ter mais de 50kg e não apresentar relatos de doenças ou outras comorbidades. No ato da doação, é preciso apresentar um documento de identificação original com foto e, caso o voluntário seja menor de idade, é preciso estar acompanhado dos pais.

Devido à pandemia, doações estão sendo agendadas previamente

Para evitar aglomerações e fornecer toda a segurança necessária aos doadores, o Hemocentro Regional de Maringá está realizando agendamentos prévios por Whatsapp, através do telefone (44) 3011-9151, ou pela internet, em saude.pr.gov.br/doacao.

Por conta do baixo fluxo de pessoas na unidade, o Hemocentro também realiza atendimentos por livre demanda. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (44) 3011-9406.

Precisa sair de casa? Use Máscara. Clique aqui e saiba por que ela é importante.

Acesse o GMC Online!

Hemocentro lançou campanha para atrair novos doadores (Foto: Divulgação)
Hemocentro lançou campanha para atrair novos doadores (Foto: Divulgação)