Cidade da região monta ambulatório em salão paroquial por falta de leitos
Foto: Divulgação/Secretaria de Saúde de Mariluz

Covid-19

Cidade da região monta ambulatório em salão paroquial por falta de leitos

Saúde por Letícia Tristão em 01/03/2021 - 16:53

Mariluz não tem leitos para internamento, mas por causa da gravidade dos casos, precisou internar porque não há leitos na região. Pacientes chegaram a esperar cinco dias por um leito de UTI.

Mariluz adaptou o salão paroquial da Igreja Católica da cidade para montar um ambulatório para pacientes com Covid-19. No local, é feita triagem dos pacientes. O atendimento começou nesta segunda-feira (01).

A secretária de Saúde, Angela Maria de Almeida, explica que o espaço destinado aos atendimentos da Covid-19 na cidade é pequeno, anexo ao Pronto Atendimento, e não comporta internamento e consultas. A medida foi necessária porque não há leitos disponíveis na região. [ouça no áudio acima]

Mariluz integra a macrorregião noroeste. Segundo a secretária, alguns pacientes esperaram cinco dias por um leito de UTI. A situação na região é grave. [ouça no áudio acima]

Mariluz tem pouco mais de 10 mil habitentantes. Segundo a secretária, 630 casos de coronavírus confirmados e 13 óbitos.