100 alunos se inscrevem para obter equipamentos da UEM
Imagem Ilustrativa | Foto: Divulgação/ASC-UEM

Empréstimo

100 alunos se inscrevem para obter equipamentos da UEM

Educação por Victor Simião em 11/08/2020 - 17:02

Por meio de um edital, eles solicitam smartphones e um chip com acesso à internet. A medida é um auxílio feito pela instituição, já que as aulas remotas na graduação começam na semana que vem.

100 estudantes dos cursos de graduação da Universidade Estadual de Maringá se inscreveram solicitando um smartphone e um chip com acesso à internet. São alunos que voltam a ter aulas a partir da segunda-feira que vem, dia 17, quando começa o chamado ensino remoto emergencial. Os graduandos fizeram a inscrição entre os dias 03 e 10 deste mês. No dia 12 será publicada a homologação de quem poderá ter acesso ao que foi solicitado.

Devido à pandemia, a UEM não deu início ao ano letivo 2020. Em julho, o Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão aprovou o retorno das aulas de forma online e remota.

Como ao menos 200 alunos ou não têm celulares/notebooks ou acesso à internet, a instituição considera o empréstimo uma forma de sanar o problema.

No edital havia uma série de requisitos para conseguir os equipamentos. O estudante deve comprovar ser de baixa renda, por exemplo.

O assessor técnico da Pró-Reitoria de Ensino e presidente da comissão responsável pelo edital, professor Elyson Liberati, explica que 35% dos inscritos vieram do sistema de ações afirmativas. [ouça no áudio acima]

A UEM tem ao menos 800 smartphones para empréstimos e também pretende fornecer tablets e notebooks.

Um novo edital deve ser feito em breve, para fornecer equipamentos aos estudantes da pós-graduação e professores temporários. Os termos ainda estão sendo desenvolvidos.

Os chips com internet estão na fase de aquisição por parte da universidade.

A expectativa é que tudo esteja pronto até o fim de semana.