Ricardinho fecha projeto social e ‘oferta’ Maringá Vôlei para outras cidades
Victor Simião/CBN Maringá

Mudança

Ricardinho fecha projeto social e ‘oferta’ Maringá Vôlei para outras cidades

Esporte por Victor Simião em 14/02/2020 - 19:50

Decisão foi tomada por falta de repasses dos patrocinadores. Projeto social atendia 400 crianças. “Minhas forças cessaram”, desabafa o campeão olímpico

O campeão olímpico Ricardinho fechou o projeto Núcleo Vôlei Ricardinho e decidiu ‘ofertar’ o Maringá Vôlei para outras cidades. As duas medidas foram divulgadas publicamente nesta sexta-feira (14). O Núcleo era uma iniciativa que atendia crianças e jovens de oito a 18 anos  diariamente em escolas públicas e privadas de Maringá, de forma gratuita. O projeto existiu durante três anos. 

Ambas as decisões foram tomadas porque a Tree Part, a empresa que patrocina o Maringá Vôlei e o Núcleo, não tem feito repasses financeiros desde novembro de 2019. As atividades no projeto social voltariam na próxima semana. 

Em relação ao Maringá Vôlei, time que existe há sete anos, a decisão de oferecer o clube a outras cidades é para continuar disputando a Superliga Masculina.  Na avaliação de Ricardinho, que o presidente da equipe, falta apoio local. 

Aos 44 anos, Ricardinho deixou a aposentadoria de atleta para voltar a jogar recentemente. É que oiito jogadores saíram o Maringá por conta de atraso nos salários. O time é o nono colocado na Superliga Masculina e não vence há cinco jogos. O próximo compromisso é contra o Ponta Grossa no dia 20. 

A Tree Part está com os bens bloqueados por conta de uma investigação judicial. A empresa disse que pretende acertar o que deve até março. 

Uma vaquinha foi aberta por torcedores para arrecadar R$ 1,8 milhão. Até o momento foram obtidos R$ 14 mil. Na Superliga, o Maringá tem recebido ajuda de outros times para viajar e realizar jogos, além de apoio de ao menos duas empresas da cidade. .