Pais que retornaram ao trabalho estão cancelando matrículas
Imagem ilustrativa/Foto: Vivian Silva/PMM

Educação infantil

Pais que retornaram ao trabalho estão cancelando matrículas

Educação por Luciana Peña em 04/05/2020 - 11:50

Muitos pais de crianças matriculadas nas escolas de educação infantil não estão conseguindo pagar as mensalidades. Eles voltaram a trabalhar e precisam contratar babás para cuidar dos filhos.  O sindicato das escolinhas e creches propõe um retorno gradual, pelo menos apenas com as crianças que estão nesta situação. 

A Seduc, Secretaria de Educação de Maringá,  está em diálogo com os sindicatos que representam escolas particulares da cidade.

Um deles, o Sinfantil, representa as escolas da educação infantil, que neste momento de isolamento social vive uma crise à parte.

Como a educação infantil  de 0 a 3 anos não é obrigatória, muitas pais estão cancelando os contratos. 

E neste segmento não há autorização para o ensino a distância.  

A presidente do Sinfantil, Michele Nicchio, diz que os pais têm ainda um argumento bem convincente para o cancelamento das matrículas: muitos já voltaram ao trabalho e não têm com quem deixar os filhos. A saída para eles tem sido contratar babás.[ouça no áudio acima]

O sindicato propõe o retorno gradual das escolas, pelo menos com os alunos de pais que querem ou precisam deixar os filhos na escolinha.

[ouça no áudio acima]

A Prefeitura de Maringá informou por meio de nota que:

“A Secretaria de Educação reafirma a suspensão das atividades em instituições de ensino por entender os riscos que estes ambientes coletivos oferecem a alunos e profissionais. Retorno das aulas ocorrerá a partir do diálogo entre Seduc e representantes da categoria (Sindicato e Conselho), que consideram, em conversas, o direito à educação de alunos e também a necessidade de assegurar a saúde dos envolvidos neste cenário de pandemia do coronavírus.”


Ao sair de casa, USE máscara. Clique aqui e saiba por que ela é importante