“Nós contratamos outra”, diz prefeito sobre possibilidade de falência da TCCC
Foto: Ilustrativa/Marcio Naka/PMM

Transporte

“Nós contratamos outra”, diz prefeito sobre possibilidade de falência da TCCC

Política por Luciana Peña em 06/04/2020 - 11:59

 A redução de usuários no transporte coletivo foi drástica e a empresa precisará fazer empréstimo para pagar funcionários e comprar combustível. 90% dos funcionários das atividades autorizadas a abrir a partir desta terça-feira(7) não utilizam ônibus.


Ouça a reportagem completa:

 

O transporte coletivo é mais um dos segmentos prejudicados com a paralisação do setor produtivo durante  a quarentena.

Em Maringá, a concessionária TCCC está tendo que recorrer a empréstimo bancário para pagar o salário dos funcionários e comprar combustível.

Apesar destas dificuldades o gerente administrativo Roberto Jacomelli disse à reportagem da CBN que não se fala neste momento em suspensão dos serviços na cidade. 

O novo decreto publicado nesta segunda-feira pela prefeitura de Maringá autoriza a reabertura de alguns segmentos como oficinas mecânicas e clínicas médicas e de fisioterapia.

Na coletiva de imprensa o prefeito disse que a reabertura destas empresas traz um impacto insignificante no transporte coletivo, porque 90% dos funcionários destes estabelecimentos não utilizam ônibus.

Questionado sobre o risco de a empresa de transporte coletivo quebrar com a redução de usuários, o prefeito Ulisses Maia disse que a solução é simples: “nós contratamos outra”. [ouça no áudio acima]

O gerente administrativo da TCCC preferiu não comentar a declaração do prefeito.