Lojistas de galeria pedem socorro
Foto: Luciana Peña/CBN Maringá

Via Estação

Lojistas de galeria pedem socorro

Por Luciana Peña em 08/05/2019 - 09:16

Os comerciantes que têm lojas na galeria Via Estação, no centro de Maringá, alegam queda de 90% no movimento após retirada de pontos de ônibus na Avenida Tamandaré. É a fase final da construção do Terminal Intermodal. Lojistas entendem a importância da obra, mas dizem que em dois meses serão obrigados a fechar as portas se nada for feito.

Player Ouça a reportagem

A obra do Terminal Intermodal causou um impacto muito grande no comércio da Avenida Tamandaré, da Rua Joubert de Carvalho e da galeria Via Estação. Os principais consumidores eram usuários de ônibus que circulavam pelo local. Na galeria havia inclusive uma loja da TCCC para a venda de passagens, que foi transferida para a Praça Raposo Tavares. Os comerciantes vinham resistindo, mas nos últimos quinze dias a situação piorou. Foi quando saíram os pontos de ônibus da Avenida Tamandaré para a execução da parte final da obra. A dona de uma pastelaria, Rosilei Lessak, diz que o movimento caiu 90%.

Na noite dessa terça-feira, os lojistas se reuniram para discutir o problema. São aproximadamente 70 lojas na galeria e entorno. A representante do grupo Cristina Yotani confirma que as vendas despencaram.

Cristina falou “ano que vem” porque na reunião os comerciantes receberam a informação de que a obra do terminal está atrasada. A Prefeitura diz que o cronograma está em dia e que já vai começar a instalação dos vidros do terminal. A previsão é entregar a obra em setembro deste ano. Quando o terminal estiver pronto o movimento na galeria deve aumentar, mesmo assim os comerciantes querem ajuda.

A assessoria de imprensa.

Notícias da mesma editoria