IPTU 2020 não deve ter reajuste, só reposição
Divulgação/PMM

Maringá

IPTU 2020 não deve ter reajuste, só reposição

Por Victor Simião em 29/08/2019 - 16:01

Medida foi anunciada pela Prefeitura nesta quinta-feira (29). Apesar da divulgação, projeto ainda não foi encaminhado à Câmara de Maringá. Desde 2017, gestão Ulisses Maia não faz reajustes.

Player Ouça a reportagem

A Prefeitura de Maringá, por meio da Diretoria de Comunicação, disse que não vai haver reajuste no Imposto Predial e Territorial Urbano em 2020. A medida foi divulgada nesta quinta-feira (29). Apesar disso, o projeto relativo ao IPTU ainda não foi enviado à Câmara de Maringá. No momento, está na Procuradoria Geral do Município. O município tem até o dia 15 de setembro para ver a iniciativa aprovada na Câmara.

Segundo a Prefeitura, a reposição da inflação deve ser de 3,22%. O índice é baseado no IPCA-15, acumulado no período entre agosto de 2018 e agosto deste ano. O município mantém o desconto no pagamento à vista: 10 em janeiro e 7% em fevereiro.

Não haverá mudança nos valores dos imóveis da planta genérica.

O município deve lançar 166 mil carnês, algo em torno de R$ 250 milhões em IPTU.

A CBN procurou a Prefeitura para falar mais sobre a medida, mas a informação é de que entrevistas só devem ocorrer quando o projeto foi encaminhado à Câmara.

Em nota, a assessoria de comunicação disse que houve evolução na receita nos últimos sete meses, é possível optar apenas para reposição da inflação. Na mesma nota, o secretário da Fazenda, Orlando Chiqueto, disse que não aumentar os tributos garante que o dinheiro fique no mercado e gere economia e renda.

Desde 2017, no início da Gestão Ulisses Maia, a Prefeitura só aumenta o IPTU por meio da reposição da inflação.

Até o dia 28 de agosto a Prefeitura de Maringá havia arrecadado R$ 157 milhões com o IPTU 2019, o equivalente a 66% do total lançado, algo em torno de 240 milhões.

Notícias da mesma editoria