Helicóptero pousando no Willie Davids e agressão à torcida do Cascavel
Reprodução/Amarildo dos Santos

Futebol

Helicóptero pousando no Willie Davids e agressão à torcida do Cascavel

Por Luciana Peña em 11/02/2019 - 11:06

São as polêmicas após o jogo em Maringá entre MFC e FC Cascavel, pelo Campeonato Paranaense. O ônibus que levava torcedores do Cascavel de volta para a casa foi apedrejado na rodovia. O motorista ficou ferido. Enquanto isso, Federação Paranaense de Futebol foi questionada sobre helicóptero que pousou no estádio para trazer e levar o presidente do Cascavel.

Player Ouça a reportagem

O jogo entre Maringá e Cascavel nesse domingo teve quase mais polêmicas do que gols. Encerrada a partida, começou o diz que diz nas redes sociais. Quem autorizou o pouso de um helicóptero no campo do estádio Willie Davids? O helicóptero trouxe o presidente do Cascavel para assistir ao jogo e depois apareceu de novo para levar o dirigente embora. O coordenador de campo Adoilson Costa, servidor da prefeitura que cuida do Willie Davids diz que não autorizou e questionou a Federação Paranaense de Futebol.

O diretor de marketing do Maringá Futebol Clube, João Victor Mazzer, diz que o MFC sabia que a diretoria do Cascavel viria de helicóptero, e não vê motivo para alarde.

O jogo ficou marcado também por uma agressão sofrida por torcedores do Cascavel na volta para casa. O ônibus em que eles viajavam foi apedrejado na estrada e o motorista ficou ferido com um corte na cabeça. A suspeita é que a agressão tenha partido de torcedores do MFC. O caso vai ser apurado.

Sobre o helicóptero, a reportagem não conseguiu falar com a Federação Paranaense. O Cascavel informou que vai divulgar uma nota oficial ainda hoje. Sobre a agressão, o Cascavel também irá se pronunciar ao longo do dia. O motorista do ônibus levou pelos menos três pontos e está bem.

Em nota, “a diretoria do Futebol Clube Cascavel lamenta profundamente os ataques sofridos pela torcida La Fúria, logo após o jogo deste domingo (10) contra o Maringá. No retorno para casa, o ônibus com um grupo de 33 torcedores, foi surpreendido por membros da torcida organizada do Maringá Futebol Clube, que apedrejaram o veículo, atingindo e ferindo alguns torcedores da Serpente, inclusive o motorista. 

Por meio desta nota, também queremos destacar que durante a partida, tanto o elenco quanto a torcida do FC Cascavel foram recebidos com muita gentileza pela diretoria do Maringá FC, que nada tem a ver com este infeliz ocorrido. O FC Cascavel repudia qualquer ato de violência seja dentro ou fora dos estádios.”

Sobre o helicóptero, o FC Cascavel informou que "tanto a elaboração do plano de voo, quanto o local para o pouso e suas devidas autorizações ficam a cargo do piloto".

 

Nós não conseguimos contato com o piloto. 

Notícias Relacionadas

Notícias da mesma editoria