Gilson Aguiar: 'quanto vale o conhecimento?'
Imagem ilustrativa/Pixabay/domínio público

Opinião

Gilson Aguiar: 'quanto vale o conhecimento?'

Por Gilson Aguiar em 10/07/2018 - 08:00
Player Ouça o comentário

No mundo em que se deseja consumir produtos, o conhecimento que gera os bens consumidos é fundamental. Há muito mais por de trás das coisas que nos cerca do que imaginamos. E quem domina o conhecimento que gera os bens que consumimos domina nossas vidas.

Estamos vivendo em um mundo onde a produção em massa de produtos é fruto de uma cadeia complexa. Unidades de produção, áreas de extração, produção agrícola e unidades industriais se misturam em diferentes ambientes geográficos, sociais e econômicos. Contudo, há um elemento fundamental que determina a riqueza que a produção internacional gera, o conhecimento, a ciência, a tecnologia.

Os produtos de consumo são o resultado de uma inteligência gerada em laboratórios. Muitos deles em instituições de ensino. É preciso perceber e valorizar esta produção. Se queremos ficar com a melhor parte do que a produção permite, é fundamental o investimento na pesquisa e tecnologia.

Em uma entrevista à CBN, para Luciana Peña, o professor pesquisador do Departamento de Agronomia da Universidade Estadual de Maringá (UEM), Gilberto Catunda Sales, fala do convênio firmado entre a empresa alemã Basf e a UEM. Transferência de tecnologia da instituição de ensino para a produção de herbicidas pela multinacional.

O alimento que chega até nós é fruto de uma produção de ciência e tecnologia feita em laboratórios. O campo, o agronegócio, é uma indústria complexa tanto quanto a produção de eletroeletrônicos. Um smartphone tem uma complexidade científica e técnica que uma espiga de milho tem. Se no passado a terra, as ferramentas e o trabalho do agricultor eram elementos determinantes da produção, hoje é ciência e tecnologia. Plantas originárias de sementes inteligentes.

Por isso, a maior parte da riqueza não está na aparência das coisas, mas naquilo que lhes dá forma e gera sua funcionalidade principalmente. O aumento da produção agrícola é o resultado da tecnologia envolvida que tem como ponto de partida os laboratórios, como este convênio entre a UEM e a Basf.

Por isso, na duvide do poder da ciência e da tecnologia, você depende intensamente e diariamente dela. Por sinal, há um poder nas mãos de quem tem o controle sobre o conhecimento. No mundo das coisas aparentemente “mágicas” há um conhecimento, um saber, ciência, produzidas por seres humanos. A nossa melhor resposta aos nossos problemas.

Noticias Relacionadas