Ex-deputado aposta em mudança de entendimento sobre validade de votos
Foto: Assembleia Legislativa do Paraná

Do Carmo

Ex-deputado aposta em mudança de entendimento sobre validade de votos

Política por Luciana Peña em 09/06/2022 - 16:10

O ex-deputado estadual Paulo Rogério do Carmo (PSL) perdeu o cargo no ano passado depois que o Tribunal Superior Eleitoal (TSE) cassou o mandato do delegado Fernando Francischini, acusado de espalhar fake news sobre urnas eletrônicas. Todos os deputados eleitos pelo quociente eleitoral, neste caso inflado graças aos votos de Francischini, acabaram prejudicados. Na sexta-feira (3), o ministro Kássio Nunes Marques, do Supremo Tribunal Federal (STF), deferiu uma liminar a favor de Francischini e na segunda-feira (6) os deputados que tinham perdido o cargo puderam retomar as funções na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep). Do Carmo preferiu não reassumir a função porque imaginava que a decisão de Nunes Marques seria derrubada, o que aconteceu na terça-feira (7).  A esperança agora é que a Corte mude o entendimento para casos deste tipo e não invalide todos os votos obtidos pela legenda quando um dos eleitos tem o mandato cassado.