Empresas de eventos se preparam para o momento da retomada
Foto: Divulgação

Go Live

Empresas de eventos se preparam para o momento da retomada

Economia por Luciana Peña em 21/05/2020 - 10:33

Protocolos que seguem modelos internacionais estão sendo adotados para que as empresas possam recomeçar no dia seguinte à liberação oficial. Um movimento nacional chamado de Go Live mobiliza 11 entidades do setor.

O movimento brasileiro se inspirou na ação da indústria de eventos americana. Aqui o Go Live, Juntos pelos Eventos, mobiliza 11  entidades do setor. 

Juntas, elas pensam, analisam, avaliam, estudam todas as soluções que surgiram e estão surgindo no mundo para permitir a retomada de eventos de maneira segura.

Protocolos sanitários da Organização Mundial da Saúde estão sendo estudos à risca. 

O primeiro resultado foi a divulgação de um documento, com 43 páginas, com todas as recomendações para a prevenção do coronavírus desde o ambiente de trabalho até a produção e realização de eventos.

O empresário Juan Pablo de Vera, CEO do grupo R1, que coordena os trabalhos, explica que os eventos podem ser tão seguros quanto ir a uma farmácia, por exemplo.[ouça no áudio acima]

A indústria de eventos emprega 25 milhões de pessoas no Brasil. O documento elaborado pelo movimento Go Live é bem amplo e serve para toda a cadeia de eventos.[ouça no áudio acima]

As empresas querem estar preparadas para voltar ao trabalho no dia seguinte que as autoridades de saúde derem o sinal verde.[ouça no áudio acima]

Os eventos faturam no país 936 bilhões de reais ao ano. O que corresponde a 12,93% do PIB.


Ao sair de casa, USE máscara. Clique aqui e saiba por que ela é importante.