Educação é coisa séria
Imagem ilustrativa/Pixabay/domínio público

Opinião

Educação é coisa séria

O comentário de Gilson Aguiar por Gilson Aguiar em 26/11/2019 - 08:01

Mais uma vez a possibilidade de greve na educação assombra nossas vidas. A escola pública pode ficar sem aulas no final do ano. Lembrando que não é a primeira paralisação em 2019. Para complicar, o ensino superior público também tem possibilidade de se mobilizar com uma greve. No foco da discussão a reforma da previdência pretendida pelo governo do Paraná. 

Porque a educação se desgasta com tantas paralisações? Poderíamos usar a retórica da falta de qualidade na educação, dos baixos salários de professores, das condições de trabalho, do descaso com a escola. Tudo isso não seria mentira, mas não é toda a verdade. O que relatamos quando falamos da desvalorização da educação é o resultado do valor que ela não tem em nossas vidas.

A maior demagogia em relação a educação é a formação prática da maioria dos brasileiros que é deficitária. Não adianta ficarmos olhando somente para as exceções, temos que encarar as regras, a escola vai mal para a maioria dos brasileiros. Em grande parte não se sabe o que se ensina, quem ensina, o porquê se ensina. Se passa longe dos estabelecimentos de ensino. A maioria dos pais não se preocupam em conhecer o que os filhos estão aprendendo.

No cotidiano há uma desvalorização da ciência. Nossos argumentos diários são todos fundados no senso comum. Não sabemos ler, não conseguimos compreender um texto, apenas reproduzimos ideias que pouco conhecemos. Quantos já falaram abertamente que a educação não leva ninguém a lugar nenhum neste país. Todos valorizam o professor e a maioria não quer a carreira docente. 

Os governos refletem o que a sociedade estimula e reforça. Se há descaso com a escola, se temos uma qualidade de ensino ruim, se na maioria dos casos quem não tem sucesso na carreira vira professor, porque falamos de uma educação melhor? Jogamos a escola todos os dias no lixo e queremos que ela seja um luxo. 

Quando nossa prática diária em relação a escola mudar, quem sabe o tratamento do poder público em relação ao ensino mude.