A oitava legislatura - História das Eleições

Podcast

A oitava legislatura - História das Eleições

Podcast por Reginaldo Dias em 20/10/2020 - 09:47

O História das Eleições é apresentado pelo professor e historiador Reginaldo Dias.

Ouça o 22º episódio:


Por efeito do chamado voto vinculado, que obrigava o eleitor a votar de alto a baixo na mesma legenda, o resultado das eleições para a Câmara Municipal espelhou o que aconteceu nas eleições para prefeito.


O PMDB ficou com 12 cadeiras e o PDS com 9. Prevalecendo a lógica bipartidária na primeira eleição suprapartidária, os demais partidos, o PT e o PTB, ficaram distantes de atingir o mínimo de votos para pleitear uma cadeira no legislativo.


Cinco vereadores foram reeleitos da sétima para a oitava legislatura: Anésio Carreira, Arlindo Teixeira, Kazumi Taguchi, Ricardo Balestra e Tércio Hilário de Oliveira. Além desses, constata-se que o ex-vereador Edi Froeming, que não integrou a legislatura anterior porque havia sido candidato a vice-prefeito, conquistou novo mandato na Câmara.


No final daquela legislatura, Antenor Sanches, um dos vereadores com trajetória mais marcante na história da Câmara, assumiria a titularidade de uma cadeira após a eleição de outros vereadores à Assembleia Legislativa. Com isso, Antenor Sanches encerrou sua trajetória como vereador participando de sete legislaturas.


Em 1982, constatou-se que os eleitores de Maringá eram receptivos às candidaturas de comunicadores de rádio. Três dos eleitos tinham essa trajetória: Ary Bueno de Godoy, José Alves e Lindolfo Junior.


Em 1986, dois desses comunicadores obteriam mandato como deputado estadual, os vereadores José Alves e Lindolfo Junior.


No final da legislatura, o vereador Massao Tsukada seria candidato a vice-prefeito e o vereador Miguel Grillo seria candidato a prefeito.


O campeão de votos de 1982, foi o vereador Paulo Mantovani.


Por causa de novo ajuste no calendário eleitoral, o mandato iniciado a partir da eleição de 1982 se completaria apenas em 1988. Com isso, houve três gestões na presidência da Câmara, exercidas, nesta ordem, pelos vereadores José Maria Bernardelli, Nereu Vidal Cezar e Tércio Hilário de Oliveira.