Vereador diz que Executivo vai tentar culpar fornecedores por preços
Imagem ilustrativa/Foto: Câmara de Maringá/Facebook

CPI da Saúde

Vereador diz que Executivo vai tentar culpar fornecedores por preços

Política por Luciana Peña em 26/05/2020 - 14:16

Essa seria a estratégia da CPI instalada para apurar compras na área da Saúde, diz parlamentar, que acusa colegas de se reunir com prefeito para discutir investigação. Líder do prefeito nega reunião. 

A sessão da Câmara de Maringá desta terça-feira esquentou logo no início. 

O assunto polêmico que elevou as temperaturas foi a CPI da Saúde. 

Para relembrar: na semana passada o secretário de Saúde Jair Biatto falou em alto e bom som que a prefeitura paga até três vezes mais do que a iniciativa privada  pelo mesmo produto. Ele citou como exemplo a compra de medicamentos. 

No mesmo dia os vereadores Willian Gentil e Dr. Jamal propuseram uma CPI para apurar as compras da prefeitura desde o início da gestão.

A CPI só conseguiu quatro assinaturas. Insuficiente para chegar a plenário. 

Mas simultaneamente foi proposta outra CPI, do vereador Sidnei Telles. Essa sim conseguiu assinaturas suficientes: 11. [ouça no áudio acima]

Na sessão desta terça-feira, os vereadores que tiveram a CPI rejeitada soltaram o verbo na tribuna. 

O vereador Willian Gentil disse que a CPI aprovada era “teatro”.[ouça no áudio acima]

O vereador Dr Jamal disse que a CPI aprovada é uma CPI alternativa para esvaziar a investigação. E desconfia que a estratégia foi definida pelos vereadores da base aliada numa reunião com o prefeito. A intenção, segundo o vereador,  seria culpar os fornecedores pelos preços acima do mercado. [ouça no áudio acima]

O líder do prefeito na Câmara, Alex Chaves, nega qualquer reunião. [ouça no áudio acima]

Por fim, chegou a hora da escolha dos integrantes. Dr Jamal foi eleito pelos colegas porque é médico. Mas por não concordar com a CPI de doze meses, o vereador declinou. Tarde demais explicou a presidência. Dr Jamal avisou que vai renunciar. Outros quatro vereadores participam:  Mário Verri, Alex Chaves, Sidney Telles e Flávio Mantovani.

A primeira reunião da CPI será na quinta-feira (28) às 8h30, quando serão escolhidos presidente e relator. Extraoficialmente, já está certo que o presidente da CPI será o vereador Flávio Mantovani e o relator Sidnei Telles.

A prefeitura não quis comentar o assunto, porque não houve reunião sobre CPI. 


Ao sair de casa, USE máscara. Clique aqui e saiba por que ela é importante.