Sobe para 30 o número de árvores caídas em Maringá após temporal
Foto: Fábio Guillen

Nesta quinta (16)

Sobe para 30 o número de árvores caídas em Maringá após temporal

Cidade por Portal GMC Online em 16/01/2020 - 17:21

Pelo menos 30 árvores caíram em Maringá, após um temporal registrado no início da tarde desta quinta-feira, 16, na cidade. O levantamento é do Sistema de Defesa Civil (SISDC) e foi divulgado às 16h15.

Além disso, 17 galhos grandes caíram e três lonas foram distribuídas. O estrago é reflexo de uma forte chuva que atingiu Maringá, com rajadas de vento que chegaram a 62 km/h. Até mesmo enfeites do Projeto Maringá Encantada, na Praça da Catedral, foram danificados.

Uma das casas atingidas é de Margô Kviecinski, na Rua Rua Guadalajara, na Vila Morangueira. Ela explica que o enteado e o sogro estavam dentro da residência na hora que a árvore caiu. "Meu enteado me ligou dizendo o que aconteceu. Eles estavam almoçando, na cozinha do fundo, e o estrondo foi enrorme. Os vizinhos todos saíram para a rua, porque ouviram o barulho. Nesse momento ainda estava chovendo bastante, quebrou um pouco da sala e choveu um pouco dentro de casa", disse. Assista a abaixo entrevista que ela deu ao GMC Online.

 

Sem luz

Segundo balanço da Copel, divulgado às 15h, 6 mil domicílios estavam sem energia elétrica.

O atendimento às pessoas afetadas pela chuva é feito por equipes da Defesa Civil, Corpo de Bombieros, Guarda Municipal, Copel e das secretarias municipais de Serviços Públicos e Mobilidade Urbana.

(atualização 17/01, às 09h27): A Defesa Civil atualizou os números na manhã desta sexta-feira (17). Segundo o órgão, foram recebidos 73 chamados e sete lonas foram distribuídas. 42 árvores e 21 galhos grandes caíram.  Sete postes ficaram quebrados, nove casas e quatro carros foram atingidos, e cinco padrões Copel ficaram danificados.

Os trabalhos envolveram equipes de arborização da Semusp, da Defesa Civil Municipal, da Guarda Municipal, do Corpo de Bombeiros, da Copel e da Semob.

 

Foto: Divulgação/Defesa Civil
Foto: Divulgação/Defesa Civil