Sistema dará a localização de cada uma das 220 mil árvores de Maringá
Imagem ilustrativa/ Foto: PMM

Georreferenciamento

Sistema dará a localização de cada uma das 220 mil árvores de Maringá

Meio Ambiente por Luciana Peña em 26/05/2020 - 09:53

O sistema de georreferenciamento das árvores da cidade é uma das ferramentas do Plano de Gestão da Arborização que foi aprovado por decreto,  publicado nessa segunda-feira (25).

A partir de agora Maringá tem um Plano Municipal de Gestão da Arborização. Estão num documento, com validade de 20 anos, e previsão de revisão a cada cinco anos, todas as regras que na prática já estavam valendo e outras que foram criadas por um grupo de trabalho.

O primeiro plano de arborização da história de Maringá foi bem simples. Lá no início do desenvolvimento da cidade, o plano era na verdade apenas uma lista das espécies plantadas no município.

O documento atual aprovado em decreto e publicado em diário oficial nessa segunda-feira, é bem mais detalhado.

Árvores danificadas por pragas, podas irregulares, intempéries, acidentes ou vandalismo, só poderão ser retiradas com laudo de técnico responsável da Secretaria de Meio Ambiente. O replantio é obrigatório e a espécie plantada seguirá uma lista elaborada por especialistas e que faz parte do Plano de Arborização.

A manutenção das árvores em vias públicas e praças deve seguir uma ordem de prioridades, da emergência à prioridade de número  2, que é a ordem cronológica. 

O engenheiro florestal Maurício Sampaio, da Secretaria de Meio Ambiente de Maringá, explica que em breve estará concluído um sistema de georreferenciamento das árvores da cidade. São 220 mil. O sistema dará a localização exata de cada planta, garantindo mais agilidade ao serviço de retirada e replantio. [ouça no áudio acima]

O objetivo é que daqui a alguns anos a arborização de Maringá seja ainda mais bonita e motivo de orgulho para os maringaenses.[ouça no áudio acima]

O Plano de Arborização proíbe o plantio nas  calçadas de vias públicas qualquer espécie da família Arecaceae, que inclui várias espécies de palmeiras.


 

Ao sair de casa, USE máscara. Clique aqui e saiba por que ela é importante