Se fosse um ataque de outra nação matando o líder iraniano no Iraque, o que diríamos?

Análises

Se fosse um ataque de outra nação matando o líder iraniano no Iraque, o que diríamos?

Política por Gilson Aguiar em 09/01/2020 - 11:44

O pós-doutor em Relações Internacionais Sidnei Munhoz fala sobre a crise das relações dos Estados Unidos com o Irã, com o assassinato do general Qassem Soleimani. Munhoz lembra que o poderio bélico norte-americano é inquestionável e que a visão de “guardiões da paz” faz dos Estados Unidos interventores na autonomia de muitas nações. Segundo o professor, o ato de Trump deve ser visto também como uma resposta aos cidadãos norte-americanos a possibilidade de impeachment que ele sofre e a busca de fortalecer sua imagem para uma possível reeleição.