Relatório da CPI da Covid em Umuarama deve ser entregue até novembro
Foto: Divulgação/Câmara Municipal de Umuarama

Investigação

Relatório da CPI da Covid em Umuarama deve ser entregue até novembro

Política por Letícia Tristão em 17/09/2021 - 16:01

A CPI apura a utilização dos recursos da Saúde no município depois que a Operação Metástase foi deflagrada.

A Câmara Municipal de Umuarama criou uma CPI, Comissão Parlamentar de Inquérito, em maio para apurar a utilização dos recursos federais durante a pandemia no município.

A investigação do Ministério Público apura o desvio de mais de R$ 19 milhões em fraudes em licitação e contratação, superfaturamento e corrupção ativa e passiva.

Cinco vereadores integram a CPI que está ouvindo depoimentos. A comissão foi prorrogada e deve ter um relatório das ações divulgado até novembro, como explica o relator da CPI, o vereador Mateus Barreto, do Podemos. [ouça o áudio acima]

Segundo Barreto, a CPI conseguiu confissões da veracidade do pagamento de propina a empresas com recursos do Fundo Municipal de Saúde. [ouça o áudio acima]

A reportagem não conseguiu contato com a defesa da ex-secretária de Saúde.

A Operação Metástase foi deflagrada em maio e prendeu sete pessoas, entre autoridades municipais e gestores de instituições. Mais de 60 mandados de busca e apreensão foram cumpridos pelo Ministério Público e Gepatria de Cascavel. O prefeito de Umuarama, Celso Pozzobom está entre os investigados. Ele foi afastado do cargo nessa quinta-feira (16). A reportagem não conseguiu contato com a defesa dele.