Praça de Atendimento segue movimentado para a retirada das guias de IPTU
Foto: Victor Simião/CBN Maringá

Maringá

Praça de Atendimento segue movimentado para a retirada das guias de IPTU

Cidade por Victor Simião em 13/01/2020 - 12:23

 Apesar da distribuição pelos Correios, muita gente prefere retirar pessoalmente o documento para fazer o pagamento do tributo. Até o dia 08 deste mês, a Prefeitura de Maringá registrou R$ 8 milhões em quitações à vista. Desconto de 10% segue até o dia 24.

A praça de atendimento, dentro do Paço Municipal, segue movimentada. Apesar de os Correios já terem iniciado a distribuição dos carnês do Imposto Predial e Territorial Urbano  e haver a possibilidade de acessá-los pela internet, muita gente prefere retirar pessoalmente.

A Isabel Takahashi é uma delas. Como depende do envio pela imobiliária, ela prefere ir até o paço e imprimir por lá as guias. E o pagamento, segundo ela, será à vista.

A Prefeitura disponibiliza totens de autoatendimento e servidores auxiliam a população. Além disso, ao lado desses equipamentos, quatro outros servidores estão atendendo.

A CBN acompanhou o trabalho durante alguns momentos na manhã desta segunda-feira (13). Havia  filas. No local dos computadores, a reclamação era relativa à demora. A justificativa foi a de que muita gente tem acessado à internet para solicitar o IPTU. Com isso, o servidor fica sobrecarregado. 

Os carnês começaram a ser distribuídos no dia 02 de janeiro A Prefeitura lançou R$ 248 milhões, e espera receber R$ 110 milhões à vista. Quem pagar até o dia 24 de janeiro terá 10% de desconto. De 25 deste mês até 10 de fevereiro, terá desconto de 7%.  Segundo o município, em 2018 50% dos contribuintes pagaram à vista o IPTU.

São mais de 150 mil carnês lançados. 

O aposentado Célio Lenhare foi ao Paço pegar as guias de dois terrenos. Ele, que é de Bragança (SP), pretende se mudar para Maringá e abrir um negócio envolvendo caldeiras na cidade.

O IPTU é uma das principais fontes de receita do município. O pagamento do tributo entre janeiro e fevereiro é o momento em que o caixa da prefeitura fica abastecido. 

Assim como em 2019, os percentuais de desconto ficaram em 10% e 7%. Para este ano, o reajuste do imposto ficou em 3,22%. O percentual é relativo à reposição da inflação. 

Até o dia 08 de janeiro, a Prefeitura de Maringá já tinha recebido R$ 8,1 milhões à vista. O dado era o mais atualizado até a manhã desta segunda (13).