O que estamos fazendo para melhorar o mundo à nossa volta?

O Assunto é Política

O que estamos fazendo para melhorar o mundo à nossa volta?

O Assunto é Política por Diniz Neto em 05/12/2019 - 10:31

 

Na coluna de hoje:

- DIA INTERNACIONAL DO VOLUNTÁRIO

- EM 2000, OITO OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO

- EM 2015, 17 OBJETIVOS PARA DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL (ODS)

- OS CINCO “PÊS”

- LOCALIZAÇÃO: ONDE ESTAMOS NA EXECUÇÃO DESSA LISTA?

- GREVE DOS PROFESSORES ACABA, LUTA CONTINUA

- SEM ACESSO

- SUBSTITUTIVO GERAL

- PAUTA DA APP-SINDICATO

- MOÇÕES DE REPÚDIO

- POLÍCIA MILITAR EM IGUATEMI

 

5 de dezembro, quinta-feira. Faltam 26 dias para o fim do ano.

 

DIA INTERNACIONAL DO VOLUNTÁRIO

Data criada pela criado pela ONU, através de resolução da Assembleia-Geral, em 1985

Os voluntários são aquelas pessoas que têm espírito cívico e interesse por ajudar a construir uma sociedade melhor, dedicando parte do seu tempo em trabalhos sociais, sem receber qualquer tipo de remuneração por isso.

Tendo como meta os Objetivos do Milênio, definidos pela ONU em 2000, os voluntários atuam de modo a diminuir a extrema pobreza e a fome, garantir o ensino básico para todos, promover a igualdade entre os sexos, reduzir a mortalidade infantil, garantir a sustentabilidade ambiental, entre vários outros objetivos.

 

-------

 

EM 2000, OITO OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO (ODM)

No ano 2000 a ONU estabeleceu os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM)

Acabar com a fome e a miséria.

Oferecer educação básica de qualidade para todos.

Promover a igualdade entre os sexos e a autonomia das mulheres.

Reduzir a mortalidade infantil.

Melhorar a saúde das gestantes.

Combater a Aids, a malária e outras doenças.

Garantir qualidade de vida e respeito ao meio ambiente.

Estabelecer parcerias para o desenvolvimento.

EM 2015, 17 OBJETIVOS PARA DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL (ODS)

Em 2015, uma nova negociação reformulou a proposta estabelecendo os ODS,  Objetivos para Desenvolvimento Sustentável, para nortear as políticas nacionais e as atividades de cooperação internacional nos próximos quinze anos sucedendo os ODMs. Os ODSs contemplam uma agenda com 17 Objetivos e 169 metas para serem atingidos até 2030. Os 193 Estados-Membros da Organização das Nações Unidas (ONU) adotaram formalmente a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável composta pelos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Os 17 ODS são:

Erradicação da Pobreza.

Fome Zero.

Saúde e Bem-Estar.

Educação de Qualidade.

Igualdade de Gênero.

Água Potável e Saneamento.

Energia Limpa e Acessível.

Trabalho Decente e Crescimento Econômico.

Industria, Inovação e Infraestrutura.

Redução das Desigualdades.

Cidades e Comunidades Sustentáveis.

Consumo e Produção Responsáveis.

Ação Contra a Mudança Global do Clima.

Vida na Água.

Vida Terrestre.

Paz, Justiça e Instituições Eficazes.

Parcerias e Meios de Implementação.

 

 

OS CINCO “PÊS”

Pessoas

Estamos determinados a acabar com a pobreza e a fome, em todas as suas formas e dimensões, e garantir que todos os seres humanos possam realizar o seu potencial em dignidade e igualdade, em um ambiente saudável.

Planeta

Estamos determinados a proteger o planeta da degradação, sobretudo por meio do consumo e da produção sustentáveis, da gestão sustentável dos seus recursos naturais e tomando medidas urgentes sobre a mudança climática, para que ele possa suportar as necessidades das gerações presentes e futuras.

Prosperidade

Estamos determinados a assegurar que todos os seres humanos possam desfrutar de uma vida próspera e de plena realização pessoal, e que o progresso econômico, social e tecnológico ocorra em harmonia com a natureza.

Paz

Estamos determinados a promover sociedades pacíficas, justas e inclusivas que estão livres do medo e da violência. Não pode haver desenvolvimento sustentável sem paz e não há paz sem desenvolvimento sustentável.

Parceria

Estamos determinados a mobilizar os meios necessários para implementar esta Agenda por meio de uma Parceria Global para o Desenvolvimento Sustentável revitalizada, com base num espírito de solidariedade global reforçada, concentrada em especial nas necessidades dos mais pobres e mais vulneráveis e com a participação de todos os países, todas as partes interessadas e todas as pessoas.

LOCALIZAÇÃO: ONDE ESTAMOS NA EXECUÇÃO DESSA LISTA?

Falta bastante para alcançarmos estes objetivos, quando olhamos para as cidades, as comunidades e os países do planeta. 193 países assinaram estes objetivos.

Ele fica, no entanto, mais praticado pelos voluntários.

Isto me lembra aquele exemplo de um passarinho que resolveu ajudar a combater um incêndio na floresta. Vocês lembram?

Uma gota no oceano. Mas se cada um fizer a sua parte, com certeza, avançaremos passo a passo, gota a gota.

Nunca é demais refletir sobre quem somos diante do planeta, a começar pelo somos diante da nossa comunidade, da nossa cidade.

GREVE DOS PROFESSORES ACABA, LUTA CONTINUA

Professores e funcionários de escola em greve realizaram uma assembleia na tarde desta quarta-feira (4) em frente ao Palácio Iguaçu, em Curitiba, e decidiram encerrar a paralisação, mantendo o estado de greve.

A assembleia autorizou a categoria a realizar nova paralisação e mobilização caso seja anunciada mais alguma medida, ainda este ano. Também foi aprovada orientação para que os educadores parem de usar equipamentos particulares, como o celular, para lançar notas e registrar presença dos estudantes.

A decisão foi tomada após uma manobra acordada entre o governador Ratinho Junior e deputados aliados para votar alterações nas regras de aposentadoria do funcionalismo estadual sem diálogo e em regime de urgência.

SEM ACESSO

O presidente da APP-Sindicato, Hermes Silva Leão, reclamou da transferência da sessão de ontem, quarta-feira, 4 de dezembro, para a Ópera de Arame. O acesso ao local foi bloqueado pela Polícia Militar. Na sessão, uma emenda à Constituição (PEC) e dois projetos de lei, foram aprovados.

SUBSTITUTIVO GERAL

A Proposta de Emenda à Constituição do Paraná (PEC) e as leis foram aprovadas na forma de Substitutivo Geral, que foi  apresentado pelo relator da PEC da Previdência, deputado Tiago Amaral. Primeiro foram aprovadas pela comissão especial, criada para analisar e receber emendas dos deputados, e ontem, o Substitutivo Geral foi aprovado durante as sessões que ocorreram na Ópera de Arame.

Os projetos de lei 855 e 856 receberam emendas e voltam à CCJ na semana que vem.

O deputado estadual Tiago Amaral declarou o seguinte: “Ninguém está aqui defendendo que a mudança da previdência é uma maravilha, não é isso; ela é uma necessidade. Ela já era esperada e nós tentamos, dentro das limitações das regras impostas pelo governo federal,  como a alíquota de 14% e idade mínima, minimizar alguns pontos. Um deles foi aumentar de 2 para 3 salários mínimos o teto de isenção para os inativos. Com essa medida, colocamos cerca de 30 mil aposentados dentro da faixa de isenção, nós estamos falando daqueles que ganham até R$ 3 mil”. 

PAUTA DA APP-SINDICATO

Segundo a APP-Sindicato a greve dos trabalhadores da educação, Iniciada na segunda-feira (2), teve adesão 80% das escolas estaduais.

Além da luta contra os projetos que alteram as regras da aposentadoria (como vimos, foram feitas mudanças, reduzindo os efeitos sobre a classe e os aposentados), os educadores também reivindicam a manutenção do Ensino Médio noturno e da Educação de Jovens e Adultos (EJA). Em recente comunicado, a Secretaria de Educação anunciou o fechamento de turmas dessas modalidades em todo o estado.

Ontem repassamos aqui a posição da Secretaria de Educação de que, havendo demanda, ela será atendida.

MOÇÕES DE REPÚDIO

Depois de aprovar uma moção de repúdio pelo fim de turmas do ensino noturno, ontem se falava de uma moção de repúdio a ser encaminhada à ministra da Família, Damares Alves, protestando pela criação de um canal de denúncia de professores.

Há vereadores que não concordam com moções relacionadas a outros níveis da federação, como Estado e União.

Votaram contra a mação a ser encaminhada ao governador os vereador Sidnei Telles, Jean Marques e Onivaldo Barris.

POLÍCIA MILITAR EM IGUATEMI

O vereador William Gentil esteve em Curitiba, com representantes da comunidade de Iguatemi e São Domingos, pedindo para ser mantido no distrito o destacamento da Polícia Milita e Bombeiros.

Ouviu do comandante da PM que o destacamento será mantido e que terá, em breve, mais dois policiais, atendendo a pedido do deputado estadual Do Carmo.