Maringá Vôlei entra na Justiça contra ex-patrocinadora
Foto: Fernando Teramatsu/Resenha Comunicação

Em dois contratos

Maringá Vôlei entra na Justiça contra ex-patrocinadora

Esporte por Victor Simião em 30/06/2020 - 16:26

Clube cobra dívida de mais de R$ 2 milhões. A empresa Tree Part deixou de repassar valores em novembro do ano passado.

O Maringá Vôlei decidiu entrar na Justiça contra a Tree Part, empresa responsável pela Denk, que foi a principal patrocinadora do clube na temporada passada. A medida foi feita para cobrar dois contratos que, somados, chegam a R$ 2 milhões. As dívidas se acumulam desde novembro do ano passado.

O dinheiro deveria ter sido repassado para pagar salários e outros custos, mas a empresa vinha alegando dificuldades financeiras. A Tree Part estava com os bens bloqueados devido a uma decisão judicial.

O atraso nos pagamentos trouxe problemas para o Maringá Vôlei. O time perdeu atletas, foi exposto publicamente por atrasar salários e teve de pedir ajuda para se manter na Superliga. O campeão olímpico Ricardinho, presidente do clube, deixou a aposentadoria das quadras de lado e voltou a jogar para ajudar o time.

O clube encerrou a temporada na décima colocação na Superliga. Com isso, não foi rebaixado. O torneio foi finalizado sem campeão devido à Covid-19.

Segundo o advogado do Maringá Vôlei, Tiago Waterkemper, conversas foram feitas, mas como os prazos prometidos não foram cumpridos, a Justiça teve de ser acionada. [ouça no áudio acima]

O dinheiro cobrado deverá ser utilizado para pagar salários atrasados dos atletas que jogaram a temporada passada.

Um dos diretores da Tree Part, José Newton, respondeu a CBN após o fechamento da reportagem. Ele disse ter ficado sabendo da ação judicial após o contato da nossa equipe. Newton lamenta o ocorrido e disse aguardar a notificação da Justiça.