Maringá fecha recorde de 3.271 vagas de emprego em abril
imagem ilusrrativa/foto: Marcello Casal/Agência Brasil

Caged

Maringá fecha recorde de 3.271 vagas de emprego em abril

Economia por Lethícia Conegero/GMC Online em 27/05/2020 - 17:30

Em Maringá, 3.271 vagas de emprego foram fechadas em abril deste ano, mês afetado pela pandemia do novo coronavírus. Foram 2.393 admissões e 5.664 desligamentos. Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta quarta-feira, 27, o município bateu recorde de fechamento de vagas no período de um mês.

O município é o terceiro no Paraná que mais fechou vagas de trabalho, atrás apenas de Londrina, com saldo negativo de 3.517, e Curitiba, com 18.359. Depois de Maringá, está São José dos Pinhais, com saldo negativo de 2.995 e Foz do Iguaçu, com 2.889 vagas fechadas.

De acordo com o economista João Ricardo Tonin, o grande volume de fechamento de vagas de emprego em Maringá se deve a duas principais características da cidade: tamanho e o perfil voltado para serviços e indústria.

“Como não há uma previsão confortável de retorno das atividades econômicas a sua normalidade, e devido ao alto custo de folha desses dois setores, os empresários não estão conseguindo fluxo de caixa necessário para manter a atividade. Primeiramente eles irão demitir, e se o problema persistir, fechar a atividade”, explica.

“É possível que os próximos meses, mesmo com a abertura gradual ainda haja elevado número de demissões, pois as pessoas ainda estão muito receosas em sair de casa e voltar as compras normalmente”, ressaltou Tonin.

No acumulado do ano de 2020, Maringá registrou saldo negativo de 2.044 vagas de emprego.

Só em abril, o Paraná registrou fechamento de 55.008 vagas de emprego e, em todo o Brasil, 86.0503 vagas foram fechadas.

Setores

Em abril, todos os setores registraram saldo negativo de empregos no Brasil, segundo o Caged. O fechamento foi puxado pelo setor de serviços, com 362.378 vagas fechadas.

Em segundo lugar, veio comércio e reparação de veículos automotores e motocicletas, com fechamento de 230.209 vagas. A indústria em geral foi responsável por um resultado negativo de 195.968 postos, e a construção perdeu 66.942 vagas. Agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura foram os setores que menos fecharam postos, com saldo negativo de 4.999.

Dentro do setor de serviços, o pior resultado ficou Informação, comunicação e atividades financeiras, imobiliárias, profissionais e administrativas, com 129.151 vagas fechadas. Em seguida vem Alojamento e alimentação, que perdeu 127.876 postos. Em terceiro está Transporte, Armazenamento e correio (-51.067), outros serviços (-30.748), Administração pública, defesa e seguridade social, educação, saúde humana e serviços sociais (-23.503), e Serviços domésticos (-33).

No acumulado de janeiro a abril, o setor de agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura teve saldo positivo de postos em 10.032. Os outros setores todos ficaram com resultados negativos. O pior resultado entre janeiro e abril foi de Comércio, reparação de veículos automotores e motocicletas, com fechamento de 342.748 vagas. Depois vem o setor de serviços, com menos 280.716 postos. Em seguida está Indústria geral (-127.886), e depois Construção (-21.837).

Meses

Em janeiro, o setor de agricultura, produção florestal, pesca e aquicultura teve saldo positivo de 16.447 vagas. Em fevereiro, foram 5.233 postos. Em março, o resultado se torna negativo, com fechamento de 6.649 vagas. Na indústria geral, janeiro registrou criação de 58.364 vagas e em fevereiro foram 41.804 postos. Já em março, o resultado é revertido e 32.086 vagas são fechadas. Na construção, o saldo foi positivo em janeiro com 34.441 postos Fevereiro teve resultado positivo de 26.229. Em março, o fechamento de vagas ficou de 15.565.

No Comércio, reparação de veículos automotores e motocicletas já foi registrado saldo negativo em janeiro, com fechamento de 50 922 vagas. Em fevereiro, houve criação de 12.986 postos, e em março, fechamento 74.603 vagas. Em serviços, o saldo foi positivo em janeiro, com 54.844 postos. Em fevereiro, foram 138 585 vagas criadas. Em março, o número reverte e 111.767 vagas são fechadas.

Acesse GMC Online

 

Precisa sair de casa? Use máscara. Clique aqui e saiba por que ela é importante