Liminar informada pela Prefeitura de Maringá é do dissídio coletivo
Imagem Ilustrativa | Foto: Luciana Peña/CBN Maringá

Errata

Liminar informada pela Prefeitura de Maringá é do dissídio coletivo

Cidade por Luciana Peña em 10/02/2021 - 13:08

A Prefeitura de Maringá divulgou uma nota à imprensa nesta manhã informando que uma liminar judicial determinava que a TCCC “mantenha 70% da frota em funcionamento, por se tratar de serviço essencial garantido pela Constituição Federal”.

A CBN divulgou a informação e os ouvintes ligaram perguntando se a empresa já estava cumprindo a ordem judicial.

Mas segundo a Prefeitura, houve um equívoco. A questão dos 70% se refere a uma liminar obtida pela empresa na época do dissídio coletivo, no ano passado.

A liminar mais recente não trata de percentual de ônibus, apenas ordena que os grevistas não impeçam a saída dos veículos das garagens.

A reportagem apurou que os grevistas não estão cumprindo a determinação.

Atualizado às 16h21 - A novidade, segundo nova nota divulgada mais tarde pela Prefeitura, é que foi expedido um ontem um Mandado de Constatação à Justiça do Trabalho de Maringá para que seja constatado se os grevistas estão cumprindo a decisão liminar concedida pelo Tribunal Regional do Trabalho em 2020 que determinou a manutenção de 70% da frota.