Idosos morrem na UPA Zona Norte, mas não de Covid-19
Foto: Arquivo/Prefeitura de Maringá

Outros motivos

Idosos morrem na UPA Zona Norte, mas não de Covid-19

Saúde por Victor Simião em 06/06/2020 - 10:07

Uma mensagem foi compartilhada nas redes sociais falando que as duas pessoas tinham suspeita de coronavírus. Segundo o município, a causa de morte foi outra. A UPA Zona Norte é focada nos cuidados de suspeitos com o coronavírus.

 

Duas pessoas com mais de 60 anos morreram na UPA Zona Norte, em Maringá, mas não de Covid-19. Uma mensagem foi compartilhada pelas redes sociais, informando que ambos estavam com a suspeita da doença. O texto foi divulgado na noite dessa sexta-feira (05). Neste sábado (06), a CBN procurou a Prefeitura de Maringá. Segundo a assessoria de imprensa do Executivo, as mortes estão confirmadas, mas não em razão da Covid-19. O teste para a doença nas duas pessoas resultou em negativo, conforme a assessoria de imprensa. 

Um das vítimas é uma mulher de 80 anos. A outra, um homem de 66 anos. Eles estavam com a suspeita de coronavírus. Mas, segundo a assessoria de comunicação da Prefeitura, ambos tinham outras doenças e o quadro de saúde deles era infeccioso. 

A Unidade de Pronto Atendimento Zona Norte foi definida pelo município como local de referência para quem estiver se sentindo mal, com suspeita de coronavírus em Maringá. 

A cidade bateu recorde de casos positivos da doença nessa sexta-feira. O município já tem 493 casos do novo coronavírus. Dez pessoas já morreram em Maringá em decorrência da Covid-19. 262 já superaram a doença. 

O número de pacientes internados com suspeita da Covid-19 caiu de 14 para nove até essa sexta-feira. 

Na cidade,  até o secretário de Saúde, Jair Biatto, testou positivo para a doença. Foi na quinta-feira (04). Em vídeo, ele anunciou que se afastaria por 14 dias dos trabalhos na secretaria, mas que continuaria atuando a distância.