Escultor da região produz dinossauros gigantes no quintal de casa
Dinossauro produzido por Alan Carlos Gabriel na praça de São Jorge do Ivaí Foto: Arquivo pessoal

Inusitado

Escultor da região produz dinossauros gigantes no quintal de casa

Paraná por Fabio Guillen/GMC Online em 04/10/2020 - 16:55

O quintal da casa de Alan Carlos Gabriel, 38 anos, no distrito de Copacabana, em São Jorge do Ivaí, parece um zoológico ou, talvez, um cenário de filme pré-histórico.

O escultor produz dinossauros gigantes, com até três metros de altura, e as obras fazem sucesso na cidade.

Natural de São Jorge do Ivaí, no noroeste do Paraná, Alan Carlos Gabriel trabalhou a vida toda na roça, ajudando no plantio e na colheita na região. Mas há sete anos descobriu um dom inusitado, o de produzir bichos gigantes em concreto, como dinossauros.

“Sempre fui funcionário na roça, mas aí vi na internet uns artistas fazendo peixes de madeira e comecei a fazer também. Quando eu estudava desenhava muito bem, desde pequeno. Decidi abrir a mente e começar a fazer os bichos. Comecei fazendo em madeira e depois passei para o cimento. É muito legal fazer isso”, disse o escultor.

Há três anos Alan deixou a roça para se dedicar exclusivamente na produção de bichos em concreto. Ele produz as obras somente por encomenda. Segundo ele, os mais pedidos são os dinossauros, que podem demorar até três meses para ficarem prontos. O escultor produz também araras, zebras, tartarugas, águias, peixes, tamanduás, girafas, onças, dentre vários outros animais.

O cliente é quem escolhe o bicho e o artista produz. Alan Carlos Gabriel garante que faz tudo com muito capricho e cuidado. “Primeiro faço o desenho do bicho na ferragem e depois vou preenchendo com cimento. Tem que ser bem forte para não quebrar. A durabilidade não tem fim”, explicou.

Um dinossauro de três metros de altura por oito de comprimento pode pesar de cinco a seis toneladas, segundo o artista. Para retirar do quintal somente com a ajuda de um guincho. O valor de um bicho tão grande assim pode custar até R$ 30 mil, dependendo do tamanho e do trabalho que a produção vai exigir. Um de seus trabalhos, um dinossauro de três metros de altura, está exposto em uma praça de São Jorge do Ivaí, onde vive o escultor.

O escultor de São Jorge do Ivaí disse que desde criança sempre desenhou bem. Ele só não imaginava que o destino o transformaria em um artista e produtor de animais em cimento. Segundo Alan Carlos Gabriel, fazer as esculturas é a realização de um sonho. “Quando eu estudava desenhava muito bem, desde pequeno. Me destacava com meus desenhos que eram bem feitos. Todo mundo gostava. Mas agora falar que eu um dia ia fazer bichos grandes assim nunca imaginei. É bem legal. Gosto do que faço”, acrescentou Alan.

Acesse GMC Online 

Confira outros trabalhos do artista: