Empresário Didimo Santana, de Maringá, morre com covid-19 aos 63 anos
Didimo Santana Fernandes Júnior deixa esposa, duas filhas e uma neta, aos 63 anos, vítima da covid-19 – Foto: Arquivo Familiar

Luto

Empresário Didimo Santana, de Maringá, morre com covid-19 aos 63 anos

Saúde por Fabio Guillen/GMC Online em 03/04/2021 - 13:10

Morreu na madrugada deste sábado, 3, o empresário Didimo Santana Fernandes Júnior, de Maringá, por complicações da covid-19. O empresário estava internado há 26 dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Oswaldo Cruz, em São Paulo. Os familiares aguardam o traslado do corpo neste sábado para realizar o enterro neste domingo, 4, no Cemitério Parque de Maringá. 

O genro da vítima, Guilherme Curt Philipp, 40 anos, está em São Paulo com as duas filhas do empresário. Ele disse que todos estão muito abalados com a triste notícia. “Ele estava lutando muito contra a doença. É muito triste”, disse Philipp. 

Natural de Braço do Norte, interior de Santa Catarina, Didimo Santana Fernandes Júnior começou a vida como engraxate, virou bancário, depois se tornou um grande executivo do mercado financeiro e empresário de sucesso em Maringá, dono da Construtora Concreto. O professor Nailor Marques Jr. lamentou a morte do empresário. O professor estava escrevendo o livro “O engraxate e o banqueiro”, que conta a trajetória de sucesso de Didimo Santana Fernandes Júnior. 

Segundo o professor Nailor, o livro estava na primeira fase, que conta o começo da carreira do empresário de Maringá. Nailor disse que Didimo Santana Fernandes Júnior era um homem muito humano e extremamente inteligente. 

“Ele começou a vida como engraxate e sempre falava que a grande mentora do sucesso dele era a mãe, uma mulher sem estudo, mas que sabia dar os conselhos corretos. A mãe deu uma caixa de engraxate e ensinou ele a ganhar dinheiro para repor a graxa e gerar lucro. Ele aprendeu muito com a mãe e se tornou esse empresário de sucesso que todos admiram. É uma perda muito grande para todos”, disse o professor Nailor Marques Jr. 

O empresário Didimo Santana Fernandes Júnior era muito admirado pelos amigos e familiares. Segundo o empresário e amigo pessoal de Didimo, Carlos Meyer, 59 anos, a morte do empresário é uma perda irreparável. 

“A gente se conhece há muito tempo, foi uma pessoa muito boa, muito digna, humilde, de um coração muito grande.  Todo mundo que conhecia ele gostava muito dele. Um empresário de sucesso que começou a carreira como funcionário de banco e cresceu muito. O sentimento é de muita tristeza para todos. Não dá para acreditar que ele se foi”, disse Carlos Meyer.

O empresário fundou em Maringá, em 2012, a Construtora Concreto. A empresa já executou vários empreendimentos de sucesso em Maringá como o Porto Club, Edifício Unique Place, Edifício Unique Marechal e atualmente, dentre outras obras, está executando o Unique Capilano, na Avenida Getúlio Vargas.

Didimo Santana Fernandes Júnior era divorciado e deixa duas filhas (Milena e Melodi) e uma neta (Isabela), aos 63 anos, vítima da covid-19. 

Acesse GMC Online 

Quer enviar sugestão, comentário, foto ou vídeo para a CBN Maringá? Faça contato pelo WhatsApp (44) 99877 9550