Adiar uma questão essencial virou hábito e prejuízo a população
Foto: Arquivo CBN Maringá

Meio Ambiente

Adiar uma questão essencial virou hábito e prejuízo a população

Meio Ambiente por Gilson Aguiar em 18/07/2020 - 11:48

O advogado e especialista em Direito Ambiental e colunistas do Portal GMC OnLine, Rogel Martins Barbosa, analisa a decisão do congresso de um novo marco regulatório de saneamento e adiado para 2021 e 2023. Para Rogel, isto é um desrespeito com o cidadão. Um hábito pernicioso de gestores e representantes públicos com um prejuízo imenso a sociedade. Segundo ele, um mau exemplo em um momento em que estamos vivendo uma pandemia e devemos respeitar a saúde da população.