“A gente tem que seguir a vida com força, com amor”, diz irmã de Magó
Foto: Luciana Peña/CBN Maringá

Caso Maria Glória

“A gente tem que seguir a vida com força, com amor”, diz irmã de Magó

Cidade por Luciana Peña em 31/01/2020 - 11:40

“A gente tem que seguir a vida com força, com amor. É o que a minha irmã gostaria”, diz Ana Clara Poltronieri Borges. A irmã de Magó, que também é estudiosa da dança, falou sobre a dor da perda e os planos de trabalho que as duas tinham para 2020. 

 

Magó e a irmã mais velha Ana Clara, de 28 anos, eram inseparáveis. Não só se davam muito bem em família, como também trabalhavam juntas. As duas tinham uma ligação profunda com a dança. Se apresentaram muitas vezes no Teatro Reviver, em Maringá. E foi neste palco que Ana Clara conversou com os jornalistas sobre a irmã, assassinada no último fim de semana numa cachoeira em Mandaguari. 

A última apresentação das irmãs bailarinas em Maringá foi no Teatro Reviver, em novembro do ano passado. 

A classe artística de Maringá sugeriu que o Teatro Reviver ganhe o nome de Maria Glória Poltronieri Borges. Nesse sábado, uma manifestação pede o fim da violência contra a mulher. A manifestação será realizada simultaneamente em Maringá, Curitiba e cidades de Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Bahia e até na Itália.