Vereadores querem Refis em Maringá
Acompanhe O Assunto é política com Diniz Neto, de segunda a sexta, às 09h40 e às 14h20

O Assunto é Política

Vereadores querem Refis em Maringá

Por Diniz Neto em 22/03/2019 - 10:10
Player Ouça o boletim

VEREADORES APROVAM REFIS MUNICIPAL, EM PRIMEIRA DISCUSSÃO

Foi votado na sessão desta quinta-feira, 21 de março, o projeto de lei complementar 1811, que estabelece o Refis municipal. O projeto é de autoria dos vereadores Odair Fogueteiro, Belino Bravin e Altamir dos Santos.

A proposta tem sido debatida pelos vereadores desde 2017, sem sucesso. Várias vezes o projeto esteve para entrar em discussão, mas sofria forte oposição.

Há uma discussão sobre a abrangência do Refis. Deve ser aprovado para ISS. IPTU está em debate, entre os vereadores. ITBI deve ficar fora.

Os vereadores Odair Fogueteiro, Belino Bravin e Altamir dos Santos defendem a Recuperação Fiscal para o IPTU também.

O vereador professor Niero declarou voto no projeto, com a ressalva de que é preciso valorizar e criar benefícios para os contribuintes que pagam em dia.

O projeto do Refis volta à pauta na sessão de terça-feira.

OS PARTIDOS POLÍTICOS

Temos falado aqui que os partidos políticos vivem uma grande movimentação de bastidores, em direção às definições de suas novas direções.

Os comandos estaduais dos partidos têm recebido muitos pedidos e propostas de parcerias. Há novas mudanças em estudos pelas direções estaduais.

Via de regra, a maioria dos partidos têm mais de uma proposta para novas parcerias e direção.

Podem acontecer surpresas. Partidos que tem comandos locais aparentemente intocáveis podem aparecer com novos dirigentes e novos projetos para 2020.

Também há pessoas experientes e qualificadas que estão atuando, em silêncio e sigilo, ainda, em novos partidos. Nos bastidores são muitas as surpresas. Muitas delas serão confirmadas e tornadas públicas, em breve.

CANDIDATOS A PREFEITO

Muitos partidos devem lançar candidatos a prefeito no ano que vem (2020). A razão é simples: não será possível fazer coligações para as chapas de candidatos a vereador. Ou seja, as chapas terão que ser puras. Assim, o candidato a prefeito será importante para ajudar a aumentar a força das chapas a vereador.

O PT deverá lançar candidato. O mais provável é o que o deputado Enio Verri seja o candidato. O deputado estadual Delegado Jacovós já anunciou que será candidato. Hoje ele está no PR, mas poderá mudar de partido. O deputado estadual Homero Marchese é um candidato certo a prefeito, atualmente no Pros.

O ex-prefeito Carlos Roberto Pupin está em trabalho como pré-candidato. Ele é presidente do Progressistas, em Maringá. Mas poderá ser candidato por outro partido.

O Patriota deverá ter Eliseu Alves Fortes como seu candidato ao Executivo.

O partido Novo está realizando reuniões de apresentação das suas ideias e filiações. O partido tem pré-candidatos, mas está procurando um nome forte para lançar candidato. A candidatura promete ser um boa e forte surpresa.

Partidos que deverão ter novas direções: PMDB, PV, DEM, PSB, PDT. Outros partidos poderão mudar como sigla, com fusões decididas pelos diretórios nacionais. Portanto o quadro exato para as eleições do ano que vem ainda está indefinido, não apenas em Maringá, mas de forma geral, em todos os municípios.

Outros pré-candidatos: Ulisses Maia (hoje no PDT), candidato à reeleição (poderá trocar de partido), Dr. Batista (PMN), Evandro Buquera de Freitas Oliveira (PSDB), Rogério Calazans (PRB), Flávio Mantovani (PPS) e Aline Casado (REDE). 

POSSÍVEIS VICES

A lista de bons nomes para candidaturas a vice-prefeitos também é grande. Ainda é cedo para qualquer definição, mas tem alguns trabalhando especificamente para conseguir lugar em uma chapa.

Na composição final o vice tanto pode ajudar como atrapalhar. Há casos recentes em que os candidatos a vice foram um problema a mais para a decolagem dos candidatos a prefeito.

FOGO AMIGO

Impressionante a quantidade de brigas e intrigas internas entre membros do governo municipal. Grupos de whatsapp deixam vazar informações a respeito.

Também circulam na internet mensagens distribuídas ou compartilhados por membros da equipe contra colegas. É o tal “fogo amigo”, que, na prática, de amigo não tem nada e é sempre devastador, porque tem múltiplo efeito destruidor.

CONDENAÇÃO

O ex-prefeito Silvio Barros, e os secretários municipais Luiz Carlos Manzato e Valter Viana foram condenados, em primeira instância, em processo relacionado aos terrenos da área do Parque Cidade Industrial. Eles negam as irregularidades e vão recorrer.

AÇÃO

Foi noticiado ontem que o promotor Pedro Ivo Andrade, da Promotoria de Proteção ao Patrimônio Público, ajuizou ação civil pública por improbidade administrativa contra o deputado federal Ricardo Barros (PP) pelo que qualificou como interferência em uma licitação para a publicidade.

NOVO LÍDER DO PREFEITO NA CÂMARA

Sidnei Telles, Alex Chaves e Professor Niero são os nomes citados para substituir Jean Marques que deixou a liderança do governo na Câmara de Maringá. 

NOVA ESTRATÉGIA

Jean Marques deixou a liderança do governo municipal e inaugurou uma nova forma de comunicação, com direito a uma live no Facebook e no Instagram, onde respondeu porque deixou a liderança e sobre o processo da TCCC contra o município.

Nas respostas, foi cuidadoso e diplomático. Mas há um prenúncio de atuação mais crítica e independente à vista.

Notícias da mesma editoria