UEM poderá ser polo de vacinação contra o novo coronavírus
Imagem Ilustrativa | Foto: Divulgação/UEM

Imunização

UEM poderá ser polo de vacinação contra o novo coronavírus

Saúde por Lethícia Conegero/GMC Online em 18/01/2021 - 10:55

A universidade enviou proposta e aguarda sinalização do Governo Federal.

A UEM (Universidade Estadual de Maringá) enviou proposta ao Governo Federal para se tornar um polo de vacinação contra o novo coronavírus. A instituição ofereceu tanto a estrutura física, incluindo salas, veículos e equipamentos para estocagem das doses, quanto equipes de profissionais da saúde. Agora, a instituição aguarda a sinalização do Governo Federal sobre a proposta.

Segundo o reitor Julio César Damasceno, a UEM tem todas as condições necessárias para se tornar um polo de vacinação contra a covid-19. [ouça o áudio]

No Paraná, além da UEM, a Unioeste (Universidade Estadual do Oeste do Paraná), a UEPG (Universidade Estadual de Ponta Grossa) e a UENP (Universidade Estadual do Norte do Paraná), também anunciaram que fizeram o cadastro como polo de vacinação. Todas aguardam a posição do Governo Federal.