Três animais da ONG Salvando Vidas são mortos em um mês
Divulgação

Crueldade

Três animais da ONG Salvando Vidas são mortos em um mês

Por Carina Bernardino em 11/09/2019 - 16:30

As mortes mais recentes foram de um bode e uma cadela. ‘Bento’ e ‘Amora’ foram esfaqueados de forma cruel. Os casos estão sendo investigados pela Polícia Civil. 

Player Ouça a reportagem

A ONG Salvando Vidas, localizada no município de Floresta (distante a 30 km de Maringá), perdeu três animais de forma cruel no período de um mês. A primeira morte foi de um cachorro, que teria sido envenenado no início de agosto. Nessa terça-feira (10), um bode e uma cadela também apareceram mortos na sede da entidade. ‘Bento’ e ‘Amora’, como eram chamados, foram esfaqueados e tiveram os abdomens abertos. Nos dois casos, o coordenador da ONG, Lemuel Rodrigues, registrou boletins de ocorrência. A esperança é que a Polícia Civil consiga identificar quem cometeu a crueldade com os animais da entidade.

Em nota, nas redes sociais, a ONG Salvando Vidas lamentou o ocorrido e disse que não houve nenhum furto dentro da sede. Hoje, cerca de 120 animais estão acolhidos no local. 

Notícias da mesma editoria