Trabalhadores da TCCC e Cidade Verde aprovam indicativo de greve
A assembleia foi realizada ao longo desta quarta-feira (09)

Mobilização

Trabalhadores da TCCC e Cidade Verde aprovam indicativo de greve

Cidade por Victor Simião em 09/09/2020 - 19:00

A assembleia foi realizada ao longo desta quarta-feira (09). As urnas foram abertas no início da noite. Eles pedem reajuste salarial, participação nos lucros da empresa e renovação do acordo coletivo, que não tem acontecido, de acordo com o Sinttromar - o sindicato que representa a categoria.  A paralisação deve ser iniciada após 72 horas, conforme as normativas de greve e pode afetar o serviço em Maringá, Paiçandu e Sarandi.  “É uma luta por nossos direitos”, disse o diretor do sindicato que representa a categoria, Emerson Silva. 

A CBN procurou a direção da Transporte Coletivo Cidade Canção e Cidade Verde. A diretoria preferiu não se manifestar no momento.

 

(atualização 11/09, às 15h11): As empresas TCCC - Transporte Coletivo Cidade Canção e Cidade Verde, emitiram uma nota à imprensa sobre a decisão de paralisação dos trabalhadores:

"A propósito da greve que está sendo anunciada pelo Sindicato Profissional da atividade do transporte coletivo, as empresas entendem que esse movimento paredista não tem o menor cabimento no atual momento sanitário e econômico. A redução de passageiros é brutal. A média do último trimestre em relação ao mesmo trimestre do ano anterior, apresentou uma queda de mais de 60%, o que impede a empresa de conceder qualquer reajuste salarial.
Como é do conhecimento geral, o país vem atravessando uma grave crise de saúde pública aliada a uma crise econômica sem precedentes, com desemprego em massa, mostrando-se totalmente inadequada qualquer paralisação, a qual, se de fato vier a ocorrer, irá prejudicar ainda mais a população que necessita do transporte coletivo.
Nas conversas que a empresa vem mantendo com os trabalhadores, está patente que esse não é o desejo da categoria, pois a quase totalidade deles, tem plena consciência da falta de receita da empresa para a concessão de qualquer benefício no atual momento.
A hora é de reflexão e de tentar manter o máximo de emprego possível e não de promoção de greve, a qual, como se disse antes, se ocorrer, acentuará ainda mais as dificuldades pelas quais vem passando a empresa.
TCCC e Cidade Verde"