Tempos de mudanças
Acompanhe O Assunto é Política com Diniz Neto, de segunda a sexta, às 09h40 e às 14h20

O Assunto é Política

Tempos de mudanças

Por Diniz Neto em 02/11/2018 - 10:16
Player Ouça o boletim

CONFIRMAÇÃO DE MORO NO MINISTÉRIO AGITA O PAÍS

A grande maioria das reações à decisão de Sérgio Moro de aceitar o convite para ser ministro da Justiça e Segurança Pública foram positivas. Mas o Partido dos Trabalhadores e aliados não pouparam críticas.

Na Câmara de Maringá, os dois vereadores do partido usaram a tribuna para criticar. Segundo os petistas, quando aceita ser ministro, Sérgio Moro revela que suas decisões no passado foram parciais.

Na sociedade em geral e junto à população as reações foram muito positivas.

Na prática, o governo Bolsonaro definiu ontem um pilar do seu caráter. O combate à corrupção e ao crime organizado, por parte do governo federal, mudará de nível. Tolerância zero, inteligência e dedicação no combate ao crime, em todos os poderes e setores do país.

Moro, ao aceitar o ministério, abre mão da magistratura. São 22 anos, mais de dois terços de uma carreira. Em entrevista a Victor Simião a mãe de Sérgio Moro, Odete Moro, disse que ele trocou a carreira por ideal. Ela disse mais na entrevista: Se ele fizer metade do que pretende, ela já ficará feliz.

Acredito que não é possível, em um primeiro momento, avaliar o que representa esta decisão de Jair Bolsonaro e de Sérgio Moro. Não por acaso, este foi o assunto de ontem no país. Acredito muitos dos 209 milhões de brasileiros falaram e comentaram ontem esta decisão.

Ela é profunda e emblemática. Indica mudanças radicais na área da segurança e da Justiça, no Brasil.

Para estabelecer a agenda anticorrupção e anticrime organizado, Sérgio Moro e o governo federal enfrentarão uma grande oposição e ataques. A tarefa é gigantesca em propósitos e contrariedades. Resta desejar sucesso a Moro e ao presidente Bolsonaro.

A ideia de passar o país o limpo foi defendida, na campanha eleitoral, de forma mais clara e veemente, pelo senador paranaense Alvaro Dias. Ele, inclusive, anunciou que convidaria Sérgio Moro para ser ministro da Justiça, se fosse eleito presidente.

 

EXONERAÇÃO DA SECRETARIA DA MULHER

A reforma administrativa que anunciamos aqui na CBN, há alguns dias, começou. A secretária da Mulher, Aracy Adorno Reis, escreveu ontem, no seu perfil no Facebook, no começo da noite, a seguinte nota:

“Comunico à todas e todos que a partir de hoje não ocupo mais o cargo de Secretária na Secretaria Municipal da Mulher de Maringá. Sem aviso prévio fui informada sobre minha exoneração por "motivos políticos".

A assessoria do prefeito Ulisses Maia elogiou meu trabalho na gestão e os avanços que a SEMULHER alcançou com meu trabalho e de minha equipe. No entanto, o bom trabalho prestado parece não ter sido suficiente para fazer frente às necessidades políticas da administração no momento.

Agradeço o apoio de todas e todos que cruzaram nosso caminho nestes quase dois anos de trabalho. Me sinto satisfeita e orgulhosa do que construímos em tão pouco tempo. Muitas sementes foram plantadas, alguns frutos foram colhidos e outros serão colhidos pelos que vierem.

Sinto que ainda hoje as prioridades da administração se mostrem guiadas pela conveniência política.

Eu continuo na luta, como sempre estive.

Afroabraços.

Aracy Adorno Reis”.

Nos próximos dias devem ser anunciadas novas mudanças na equipe de administração.

Os comentários e as apostas sobre os próximos secretários a serem exonerados são muitos.

Esta semana o secretário de Inovação e Desenvolvimento Econômico, Francisco Favoto, colocou o cargo à disposição. Outros secretários também estariam pensando em colocar os cargos à disposição.

 

REUNIÃO NO CODEM

Equipe da administração, liderada pelo vice-prefeito, Edson Scabora, esteve na plenária do Codem, na terça-feira.

Apresentaram ao Codem um relatório sobre as realizações da gestão, com ênfase para os seguintes temas: Plano Diretor, Aeroporto, Revitalização Avenida Brasil, Terminal Urbano, Contorno Sul, Hospital da Criança e Natal.

A prefeitura tem feito um relatório das suas realizações através da internet e em reuniões.

 

CONCURSO PÚBLICO PARA URBANIZAÇÃO DO EIXO MONUMENTAL

O projeto arquitetônico liderao pelo arquiteto Pedro Paes Lira, venceu o concurso para reurbanização do eixo-monumental. O Eixo vai da Catedral até a UEM.

O projeto vencedor traz como proposta principal no projeto a potencialização dos espaços públicos do eixo, priorizando sua utilização para os pedestres, como um local de encontros e celebrações.

A justificativa principal é que hoje o eixo encontra-se descaracterizado, com a presença de barreiras que resultam na fragmentação do espaço, prejudicando sua compreensão como eixo conector e estruturador.

Batizado de projeto “Eixo Vivo”, a proposta é reestruturar o eixo monumental de Maringá recuperando a vida urbana e a unicidade da área central.

A empresa vencedora também argumenta que a pluralidade do espaço possibilita a criação de uma identidade e promove oportunidades distintas de interação e apropriação dos lugares, configurando um panorama de desenvolvimento, inclusão e conservação.

Na apresentação do projeto vencedor, os arquitetos argumentam que a cidade de Maringá apresenta uma paisagem única marcada pelo traçado urbano planejado e por seu projeto de arborização urbana que realça as principais avenidas da cidade. O plano urbanístico se desenvolveu considerando dois eixos principais: o da ferrovia, traçado no sentido leste-oeste, e o do Eixo Monumental, conformado a norte-sul.

 

VIDA BREVE

A vida é breve, a arte é longa. A saudade também.

Neste Dia de Finados, quero encerrar “O Assunto é Política” com uma citação de Lucio Anneo Sêneca, que viveu de 4aC a 65dC. No texto "sobre a brevidade da vida", ele afirmou: “Só a sabedoria permite ao homem superar limites e dar sentido à vida”.