Sema multa empresa em R$10mil por descarte irregular no Ribeirão Maringá
Divulgação/PMM

Maringá

Sema multa empresa em R$10mil por descarte irregular no Ribeirão Maringá

Por Luciana Peña em 26/09/2019 - 16:07

Os fiscais da Secretaria de Meio Ambiente de Maringá descobriram a origem da poluição que atingiu o Ribeirão Maringá no último fim de semana, provocando a morte de peixes. 

Segundo a Sema, uma empresa de peças automotivas é suspeita de lançar efluentes por meio de dois buracos abertos no muro dos fundos.  Para chegar até lá os fiscais subiram o leito do Ribeirão Maringá, localizaram a tubulação por onde saía a água escura, analisaram o mapa das galerias pluviais e vistoriaram ruas e empresas ao redor. Nesta quinta-feira(26), foi vistoriada uma empresa com frente para a BR-376 e fundos para a Rua Olímpico. Lá os agentes encontraram os dois buracos no muro dos fundos. O efluente escorria por um bueiro a três metros do muro. Deste ponto até o ribeirão são 800 metros. 

A empresa é licenciada pelo IAP, mas segundo a Sema estaria com o Plano de Gerenciamento de Resíduos vencido. 

A Secretaria de Meio Ambiente ainda apura a denúncia de poluição do Córrego Mandacaru. A denúncia foi feita por uma moradora pelo 156. E nos últimos dias, com esta fiscalização, os agentes também identificaram poluição no Córrego Moscado, no Jardim Aclimação. Qualquer pessoa pode denunciar pelo 156.

Notícias Relacionadas

Notícias da mesma editoria