Sem uso do simulador, valor para 1ª CNH em Maringá reduzirá R$ 300
Google Imagens/ Ilustrativa

Autoescolas

Sem uso do simulador, valor para 1ª CNH em Maringá reduzirá R$ 300

Em 16/09/2019 - 19:46

No entanto, autoescolas vão continuar oferecendo as horas aulas no equipamento. Resolução que derrubou a obrigatoriedade do simulador de direção entrou em vigor nesta segunda-feira (16)

Player Ouça

As novas regras que acabam com o exigência do uso dos simuladores de direção nas autoescolas entraram em vigor nesta segunda-feira (16) no país. A resolução do Contran (Conselho Nacional de Trânsito) tornou o uso do equipamento facultativo na obtenção da CNH (Carteira Nacional de Habilitação). A medida também reduziu de 25 para 20 horas aulas práticas de direção, sendo cinco a menos por causa da não obrigatoriedade do simulador. No entanto, em Maringá as CFCs (Centros de Formação de Condutores) irão continuar ofertando as aulas no equipamento. A empresária Déborah Schiavoni explica como vai funcionar essa oferta.  

A decisão de continuar oferecendo e defendendo o uso do simulador de direção é de 17 autoescolas que integram a Acencon (Associação dos Centros de Formação de Condutores) de Maringá. De acordo com o vice-presidente da instituição, Valdirclei Rejani, as aulas no simulador oferecem ao aluno situações que nas aulas práticas ele não terá condições de vivenciar.

A nova resolução do Contran também fala em redução nos custos no processo da primeira habilitação. É que antes o aluno fazia 25 horas aulas, sendo cinco no simulador e 20 horas práticas. Sem o equipamento, a obrigatoriedade será de 20 horas aulas no total. Com isto, Rejani explica que o valor de R$ 300 pago nas aulas no simulador não será mais cobrado. 

Em média, o custo da primeira habilitação varia de R$ 2.100 até R$ 2.500 em Maringá. Já o tempo para tirar a CNH, caso não haja reprovações, é de até quatro meses.

Notícias da mesma editoria