Queda no índice das melhores cidades para se fazer negócios
Acompanhe O Assunto é política com Diniz Neto, de segunda a sexta, às 09h40 e às 14h20

O Assunto é Política

Queda no índice das melhores cidades para se fazer negócios

Por Diniz Neto em 23/10/2019 - 10:23

 

Player Ouça o boletim

23 de outubro, quarta-feira. Faltam 69 dias para o fim do ano.

Dia da Força Aérea Brasileira.

Dia do Aviador.

 

Na coluna de hoje:

- MARINGÁ PERDE POSIÇÕES NO RANKING DAS MELHORES PARA NEGÓCIOS

- NÚMEROS DO GOVERNO FORAM CONTESTADOS NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

- MINISTRA DAMARES ALVES EM MARINGÁ

- SARGENTO FAHUR

- NO JAPÃO

- VERBAS PARA EDUCAÇÃO

- PROBLEMAS COM OS NOVOS HIDRÔMETROS

- SEGURANÇA

 

MARINGÁ PERDE POSIÇÕES NO RANKING DAS MELHORES PARA NEGÓCIOS

Maringá caiu da 9ª para a 21ª posição no ranking das melhores cidades para se fazer negócios no país. A pesquisa é feita, todos os anos, pela consultoria Urban Systems para a revista Exame e avalia quatro indicadores socioeconômicos: Desenvolvimento econômico, desenvolvimento social, capital humano e infraestrutura.

Capital humano - relativo a qualificação profissional e formação de mão de obra.

Desenvolvimento social – mede o reflexo social do desenvolvimento da cidade, como saúde, educação, segurança e questões sociodemográficas.

Desenvolvimento econômico - maturidade e crescimento da cidade.

Infraestrutura – avalia as condições básicas para o desenvolvimento de negócios, como saneamento, transporte, telecomunicação e energia.

Os pontos obtidos em cada indicador são calculados por meio da metodologia Índice de Qualidade Mercadológica (IQM).

 

NÚMEROS DO GOVERNO FORAM CONTESTADOS NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

O deputado Arilson Chiorato, presidente estadual do PT, usou a tribuna da Assembleia Legislativa ontem e fez uma apresentação detalhada, com números reais da situação econômica e financeira do governo do Paraná.

Com dados extraídos de publicações oficiais do próprio governo, começou com o superávit de 31 de dezembro de 2018, de R$ 2 bilhões e 600 milhões, com o saldo das contas, de mais de R$ 6 bilhões e 400 milhões, no final do ano.

Pelas contas feitas pelo deputado e a sua assessoria o governo possuía a previsão orçamentária e dinheiro em caixa para dar aumento aos servidores do Paraná. Para Arilson, a decisão de não dar o reajuste foi política, já que as contas do estado do Paraná estão em excelentes condições.

Na tribuna, Arilson disse que o estado deve ter, no mínimo, R$ 4 bilhões nas suas contas. Especialista acredita que os depósitos em contas do governo do Paraná devem somar, hoje, cerca de R$ 8 bilhões, sendo R$ 2 bilhões reservados para o 13º salário.

O deputado também reclamou da falta de transparência nas publicações da Secretaria de Fazenda. Revelou que mesmo os deputados estaduais têm dificuldades para obter dados no seu trabalho fundamental de fiscalização do governo.

 

MINISTRA DAMARES ALVES EM MARINGÁ

Acontecerá amanhã um evento importante da Missão Acolhida – Um Novo Lar para os Venezuelanos. Familiares dos motoristas venezuelanos que foram contratados por uma empresa de Maringá chegam em Maringá nesta quinta (24). Eles serão recepcionados pela ministra da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves.

O evento será às 16h30, no SEST SENAT de Maringá, na Estrada Pinguim 1324, Gleba Ribeirão Pinguim.

As famílias vão chegar com apoio do Exército Brasileiro (Missão Acolhida) e da ONU.

Esta contratação de 38 motoristas venezuelanos colocou a Transpanoramo e o G10 em destaque nacional e internacional.

Chegarão amanhã a Maringá 49 familiares.

A ministra Damares virá em uma comitiva integrada por 12 deputados federais.

Na recepção, os familiares serão acolhidos por membros da empresa - ao todo serão 24 voluntários - selecionados na Transpanorama. Após a cerimônia de chegada, eles serão conduzidos até as residências alugadas pela transportadora. No total, são 12 casas, que já estarão mobiliadas e tem provimentos para o seu sustento.

A operação de recebimento e acolhida dos venezuelanos foi planejada e tem suporte médico, social e moradia.

O projeto nasceu da parceria entre a Transpanorama e o Instituto Sendas, com o objetivo de acolher e integrar as famílias dos colaboradores venezuelanos que recentemente foram incorporados à empresa.

O objetivo é contribuir humanitariamente e contratar motoristas para atuarem como folguistas e que cubram férias. Mesmo com o recrutamento e seleção dos estrangeiros, a Transpanorama continuou realizando a contratação de motoristas brasileiros, normalmente.

Os motoristas participaram de 520 horas de treinamento e receberam todo o suporte para fazer a transferência da CNH venezuelana para a brasileira, foram treinados e em seguida iniciaram as viagens com os caminhões da transportadora. Durante 30 dias, eles estão sendo acompanhados por um motorista padrinho, ou seja, um colaborador da empresa com anos de experiência.

 

SARGENTO FAHUR

Um dos deputados que acompanhará a comitiva é o maringaense Sargento Fahur, o mais votado do Paraná na eleição do ano passado.

Na recente crise entre o presidente Bolsonaro e deputados do PSL, o Sargento Fahur, que é filiado ao PSD, se manifestou como apoiador do presidente. Lembrou que ele tentou se filiar ao PSL, mas não obteve apoio da direção estadual do partido.

Filiado ao PSD, fez campanha apoiando Bolsonaro para presidente.

Ele voltou a dizer que não é traidor, que acredita no projeto de Bolsonaro para o Brasil.

Fahur tem viajado, nos aviões de carreira, com uma camiseta do presidente.

Na semana passada ele fez as viagens usando uma camisa de Sérgio Moro.

 

NO JAPÃO

O deputado maringaense Luiz Nishimori ganhou grande espaço junto ao presidente Bolsonaro e ao governo. Ele é um elo do governo com o governo do Japão.

Na viagem do presidente, Nishimori viajou antes, em missão de preparação das atividades de Bolsonaro no Japão.

Nishimori tem trânsito direto com o primeiro ministro e membros do governo e do parlamento japonês.

 

VERBAS PARA EDUCAÇÃO

O governador Carlos Massa Ratinho Junior anunciou nesta terça-feira (22), no Palácio Iguaçu, investimentos de mais de R$ 36 milhões em infraestrutura escolar. Foram assinadas 64 ordens de serviço para o início imediato das obras em instituições de ensino de 50 municípios, com investimentos de R$ 8,5 milhões, além de 52 ordens de licitação para obras em colégios estaduais de 41 municípios que somam R$ 28,1 milhões – algumas prefeituras receberam mais de um protocolo.

O vereador Sidnei Telles, que é o PSD, mesmo partido do governador, quer saber quanto desses investimentos foi destinado para Maringá.

Ele vai buscar esta informação junto ao governador.

 

PROBLEMAS COM OS NOVOS HIDRÔMETROS

O deputado estadual Homero Marchese enviou oficialmente pedido de providências à AGEPAR (agência do Estado que fiscaliza a Sanepar) sobre diversas reclamações sobre aumento da conta de água após a troca de hidrômetros, no Estado.

O deputado quer saber da agência mais detalhes sobre este problema e quais as providências que serão tomadas, a respeito disso.

 

SEGURANÇA

A notícia repercutiu bastante: O governador Ratinho Junior autorizou nesta terça-feira (22) a abertura de concurso público para preenchimento de 2.400 vagas de soldados da Polícia Militar do Paraná. O despacho governamental libera o início da organização do certame.

A medida faz parte de um planejamento que prevê a contratação de cerca de 3 mil novos agentes de segurança, incluindo policiais e bombeiros militares, investigadores, delegados e papiloscopistas para a Polícia Civil, além de agentes de cadeia.

 

Notícias da mesma editoria