Prefeitura apresenta Plano Diretor
Acompanhe O Assunto é política com Diniz Neto, de segunda a sexta, às 09h40 e às 14h20 (foto: Letícia Tristão/CBN Maringá)

O Assunto é Política

Prefeitura apresenta Plano Diretor

Por Diniz Neto em 13/04/2018 - 09:55

Mudanças vão ser estudadas, debatidas e aprovadas em maio.

Player Ouça o boletim

Quer fazer contato com o jornalista Diniz Neto, encaminhar uma sugestão? Envie e-mail para oassuntoepolitica@cbnmaringa.com.br ou mande uma mensagem para o WhatsApp da CBN Maringá. O número é (44) 99877 9550

TEMPO. Faltam 178 dias para 7 de outubro.

PLANO DIRETOR.

Os assuntos Plano Diretor, Conselho de Urbanismo e outros ligados à área apareceram nas notícias. Este assunto é muito mais importante do que nós imaginamos.

Estamos às vésperas de mudanças no plano diretor de Maringá. Isto inclui, por exemplo, o perímetro urbano, áreas de comércio e serviços, áreas industriais, enfim, tudo que se relaciona à normas urbanas.

Está acontecendo agora, no auditório Hélio Moreira, uma reunião programada pela Prefeitura de Maringá para apresentar à população todas as informações necessárias a respeito da atual situação do Plano Diretor Municipal (PDM).

A reunião é organizada pela Secretaria Municipal de Planejamento e Urbanismo (SEPLAN) e Secretaria Extraordinária de Pesquisa e Planejamento Urbano (SEPPU) - que dará origem à criação do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Maringá (IPPLAM).

Além de moradores de todo o município, a reunião terá a presença de representantes das entidades e instituições profissionais, acadêmicas e profissionais pertinentes ao tema.

Na reunião será apresentada para a população e entidades qual é a atual posição do Plano Diretor Municipal. “Também será exposto como será o trabalho realizado pela empresa a ser contratada por licitação para desenvolver a revisão do Plano Diretor de Maringá.

Plano Diretor de Maringá é uma lei que estabelece a organização e ordenamento da ocupação e crescimento da cidade, levando-se em consideração a infraestrutura urbana, locais para moradia, habitação social e atividades econômicas, além dos espaços comunitários, equipamentos para serviços públicos e áreas de lazer, entre outros.

Em Maringá será licitada, em breve, uma empresa que realizará a revisão do atual Plano Diretor, com a participação e coordenação do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano (IPPLAM).

No final de maio será realizada a Conferência para a Revisão do Plano Diretor, que também será aberta à participação da comunidade, onde será debatido o plano atual, além das necessidades que subsidiarão os trabalhos da revisão do PDM

PREFEITO DE COLORADO.

O prefeito de Colorado, Marcos Mello, foi absolvido ontem, no Tribunal de Justiça do Paraná, por unanimidade, de uma condenação de 10 anos de prisão por supostamente ter contratado funcionário fantasma em sua gestão anterior.

Recebi esta informação do advogado do prefeito, Anderson Alarcon.

A defesa, realizada por Alarcon e a advogado Carla Karpstein, sustentou que a acusação era fruto de motivação diversa e animosa da acusação e que não se sustentava, já que o funcionário exercia função de confiança, e exercia a função interna e externa em período integral.

Esta é a segunda vez que o Tribunal de Justiça do Paraná absolve Marcos Mello de acusações, num contexto de animosidade e criminalização da política que infelizmente passa o país e enfraquece a democracia.

Defendem os advogados do prefeito que todo cidadão deve receber tratamento adequado do Estado e de seus agentes, e não ser por eles perseguido.

SEM DECISÃO. O Tribunal de Contas do Paraná não avaliou ontem a situação da licitação para publicidade de Maringá. No fim das contas o maior prejuízo com o problema é da população.

CONTAS DE LUZ E LOTÉRICAS.

A governadora Cida Borghetti e o presidente da Copel, Jonel Iurk, vão se reunir com a diretoria da Caixa Econômica Federal na próxima semana para discutir o rompimento do contrato pelo banco com a Copel.

Por determinação da governadora, a reunião foi marcada com o objetivo de retomar a negociação sobre o reajuste pedido pela Caixa para manter as casas lotéricas como agente arrecadador da fatura de energia.

Os vereadores de Maringá encaminharam ontem ofício à governadora em que relatam grandes dificuldades que algumas pessoas enfrentam para pagar a conta de luz, especialmente os moradores dos distritos ou de bairros mais afastados.

Realmente seria muito bom que as contas de luz pudessem voltar a ser pagas nos lotéricas. Acho a maioria das pessoas está torcendo por esta solução.