Prefeitos da região de Maringá definem medidas conjuntas de combate à Covid-19
Reunião aconteceu de forma online entre os prefeitos da Amusep – Foto: Mileny Melo / PMM

Pandemia

Prefeitos da região de Maringá definem medidas conjuntas de combate à Covid-19

Política por Fabio Guillen/GMC Online em 30/11/2020 - 17:17

Os prefeitos que fazem parte da Associação dos Municípios do Setentrião Paranaense (Amusep) se reuniram na tarde desta segunda-feira (30), de forma online, para definir medidas que serão tomadas para prevenir a disseminação do coronavírus.

Cada prefeito vai decidir o que fazer no município, mas durante a reunião foi falado muito da questão da aglomeração, principalmente em áreas de lazer e parques aquáticos da região.

Uma das medidas foi a suspensão das atividades do Consórcio Intermunicipal de Saúde (CIS-Amusep) por tempo indeterminado e a comunicação ao Departamento de Estradas de Rodagem (DER) para que adote medidas de prevenção em ônibus das linhas intermunicipais.

O presidente da Amusep, Romualdo Batista, disse que a suspensão do CIS-Amusep começa a valer a partir do dia 7 de dezembro. O presidente da Amusep disse ainda que os 30 municípios têm, juntos, uma população estimada em aproximadamente um milhão de pessoas e por isso é importante que cada prefeito tome suas decisões com urgência

Em entrevista ao GMC Online após a reunião, Batista afirmou que o encontro foi no sentido de alinhar as medidas que podem ser adotadas pelos prefeitos da região, sejam eles associados a Amusep ou não.

“Mais uma vez, a Amusep se reuniu às 15h para tratar de assuntos pertinentes não só a regional de Maringá, como as outras regionais, entendo que não é só Maringá, como Paranavaí, Cianorte e Umuarama estão tendo o mesmo sofrimento com vagas de UTI, Enfermaria, a necessidade de mão de obra de profissionais da Saúde, então buscamos fazer um alinhamento de que os prefeitos adotem as medidas. Nós sabemos que cada prefeito tem suas particularidades, cada cidade tem sua história, sua forma de ser conduzida e nós vamos respeitar todas, mas que todos tenham conhecimento da falta de leitos, de profissionais de saúde, principalmente no combate à Covid-19, então as medidas são na mesma direção”, explicou.

Dentre as medidas que podem ser tomadas, ele cita a restrição ao funcionamento de parques aquáticos, esportes coletivos e também um horário reduzidos para o atendimento de bares e restaurantes, assim como será feito em Maringá.

“Primeiro tratando da aglomeração de pessoas nos parques aquáticos, no esporte coletivo, nos bares, onde deverão ser colocadas medidas, um horário de funcionamento, para que a gente possa ter, como fez Maringá, um horário de atendimento reduzido, para que tenhamos o menor número de pessoas nas ruas o mais rápido possível, para que possamos reestabelecer a ordem, tendo em vista o número do crescimento desordenado da covid-19. A reunião foi para alinhar nossas ações e os prefeitos, alinhados, tomarem as mesmas medidas”, afirmou.

Participaram da reunião:

• Ulisses Maia, prefeito de Maringá e presidente do CIS-Amusep
• Romualdo Batista, prefeito de Mandaguari e presidente da Amusep 
• Rogério Aparecido Bernardo, prefeito de Ângulo e presidente do Pró-Amusep
• Tânia M. Costa, prefeita Lobato
• Márcia Cristina Dall´ago, prefeita de Flórida
• Lidiane Maria Barbosaf, secretária de Saúde de Floresta 
• Rodrigo Amado, prefeito de Ourizona
• Marcia Tenedini, secretária de Saúde de Ivatuba
• Flávio Augusto Matsuoka Cestari, procurador jurídico de Astorga
• Fernando Brambilla, prefeito de Santa Fé
• Francisco Lorival Maratta, prefeito de Nossa Senhora das Graças 
• Gisele Potita Gui, prefeita de Presidente Castelo Branco
• André Bovo, prefeito de São Jorge do Ivaí
• Janilson Marcos Donasan, secretário executivo do Cisamusep 
• Kariman Inácio de Oliveira, diretora da Vigilância Sanitária de Nova Esperança
• Ederlei Ribeiro Alkamim, diretor, diretor da 15ª Regional de Saúde

Título e texto da reportagem foram atualizados às 19h20

Acesse GMC Online

 

Quer enviar sugestão, comentário, foto ou vídeo para a CBN Maringá? Faça contato pelo WhatsApp (44) 99877 9550